Amós

Vaqueiro, pastor e cultivador de sicômoros (uma espécie de figueira), nascido em Tecoa próximo a Belém, Amós, mais um chamado fora das regras e tradições, ele não era profeta nem discípulo de profeta, chamado por Deus no campo, entre o gado, para profetizar ao povo de Israel.

Em sua época rolava muita prosperidade tanto em Judá como em Israel, ambos os reinos desfrutavam de paz.

Os inimigos militares estavam quietos ou haviam sido esmagados, a Assíria havia derrotado a Síria, permitindo que Israel ampliasse muito suas fronteiras e ambições, culminando em um grande surto de riqueza.

Judá e Israel cresceram tanto que geograficamente quase alcançaram as mesmas dimensões na época áurea de Davi e Salomão, mas nem sempre, grandes reinos ou ministérios são sinônimos de comunhão com Deus.

Este poder, esta prosperidade material, provocou corrupção social e religiosa, virou uma verdadeira bagunça, injustiças eram praticadas em todas as esferas, no templo, entre os ricos e a lei de “Gerson” (quem lembra?) imperava.

Israel tornou-se uma nação doente, oprimindo e escravizando os pobres, os famintos eram desprezados, tudo se vendia a justiça era feita a quem subornasse mais.

Os agiotas da religião, exploravam suas vitimas, levando milhares ao desespero, notem a “religião” não era negligenciada, mais havia sido pervertida.

Algo em comum hoje?

O âmago da mensagem de Amós é “Buscai ao Senhor e Vivei”

A misericórdia que vem do alto ainda pode ser aproveitada, mas, o tempo para isto esta se esgotando.

Alguns exemplos citados por Amós caem de cheio em nossa realidade

Israel estava tão certo de sua salvação que nem olhava para si mesmo, pois eram o “povo escolhido” não importasse suas idiotices eles seriam salvos e pronto.

Tem muita gente que esta no corredor da morte e nem se dão conta disto, pois se sentem super crentes, imortais.

Deus não se deixa zombar, Ele é amor, mais o seu amor é do tipo que não aceita tudo.

Às vezes corremos este risco em nossa comunidade, para agradarmos, omitimo-nos da verdade ou simplesmente fingimos não ver.

Fama, glória, prosperidade, holocaustos, ofertas, festas, nada significava para Deus, o Senhor aborrecia e desprezava por falta de sinceridade.

Isto é uma lição tremenda para nós!
Biografia
EETAD – Profetas Menores

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...