Daniel e Apocalipse - parte 2

Quando li Dn 8.27, compreendi que não devemos ficar muito decepcionados se não conseguirmos ter certeza de que entendemos tudo isso, visto que o próprio Daniel percebeu que estava além de sua compreensão.

O que segue é apenas um esboço:

Dn2
A estátua no sonho de Nabucodonosor.

Tratava-se dos quatro impérios mundiais, geralmente se entende que eram:
Babilônico (cabeça de ouro)
Persa (peito de braços de prata)
Grego (ventre e quadris de bronze)
Romano (pernas de ferro e pés e dedos em parte de barro e em parte de ferro)

Desde os dias de Daniel até o advento de Cristo, o mundo foi governado por esses quatro impérios, exatamente como Daniel predisse.

Nos dias do Império Romano, Cristo apareceu e estabeleceu um reino que começou como um grão de mostarda passou por muitas adversidades, mas se tornará um reino universal e eterno, que desabrochará em toda a sua glória na segunda vinda do Senhor.

Sobre isto temos uma alusão nos versículos 44,45 a um quinto reino, o reino eterno de Deus, que nunca será destruído, que não será deixado para outro povo e que levará ao fim todos os demais reinos.

Interessante, dedos de ferro e barro, porque será? Ferro e barro não se misturam,
Diz à história que o império romano nunca foi conquistado, mas se desfez devido à desintegração e a corrupção interna, por outro lado é nele que surge o Messias, aquele que como barro (ligado por varias partículas) uniu em si a todos.

Dn 3

A fornalha de fogo

Lealdade, fácil falar, mais na hora que a batata assa, normalmente clamamos pelo ditado popular muito conhecido: salvem – se que puder.

Quem conhece aquela história, três rapazes passeando na floresta, eis que surge um feroz urso, os três espantam-se, um deles rapidamente tira o sapato e é avisado pelos dois companheiros que não adianta, porque o urso corre muito, a resposta é surpreendente: não preciso correr mais do que o urso e sim mais do que um de vocês.

Deus colocou no coração destes homens a firme resolução de serem leais a ele – e então Ele entra com eles no fogo, não somente para lhes honrar a fé, como também para mostrar aos dignitários reunidos do extenso império o poder do Deus de Jerusalém sobre os tão aplaudidos deuses da Babilônia.

Dn 4

A loucura de Nabucodonosor e sua recuperação

Foi acometido de uma doença mental que o levou a se considerar um animal e procurar agir como tal, Pela terceira vez, ele curvou-se diante de Deus, cujo poder o rei proclamou ao mundo inteiro.


Dn 5

O Banquete de Belsazar

Daniel já era velho, já não ocupava lugar de destaque na corte, foi necessário que a rainha trouxesse Daniel à atenção de Belsazar.

A inscrição na parede interpretada por Daniel foi à sentença da queda Babilônica, assim aconteceu literalmente em uma noite de orgias e bebedeiras.

Historiadores relatam que Ciro desviou o Eufrates para outro leito e, guiado por dois desertores, marchou para dentro da cidade pelo leito que secara assim o exército Persa conquistou a Babilônia sem nenhuma batalha.

Dn 6

Daniel na Cova dos Leões

Ele tinha provavelmente mais de noventa anos, tinha muita experiência como estadista, era muito articulado e sabia bem como contornar esta situação sem ter que enfrentar os leões.
Preferiu ser integro, não abandonando sua devoção a Deus, quanta fé e coragem!

Dn7
Os quatro animais

Os 10 chifres
Podem representar uma possível confederação de dez nações que se formará nos últimos dias.
Ou
Corresponde aos dez dedos dos pés da estátua, que seriam divisões do império Romano que foi dividido ou estabelecido.
Alguns acreditam que essa confederação poderá surgir na região geográfica que antes era abrangida pelo Império Romano antigo (lembrando que este, conforme falamos na primeira visão da estátua, ao contrario dos outros três, nunca foi conquistado ou destruído, mas caiu mediante a corrupção interna).

Note que este animal corresponde à besta de apocalipse 13

O outro chifre v 8,20,24,25
Talvez seja uma potência mundial que não era uma das dez potencias originais e pode se referir ao anticristo (ap 13)

Bom pessoal, como disse não sou expert, trata-se apenas de um pequeno resumo do tema, se você tiver algo que possa enriquecer este estudo, nos mande por e mail, para analisarmos e publicarmos como complemento.

Continua...

Bibliografia
EETAD – Daniel e Apocalipse
Manual bíblico de Halley ed Vida /2000

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...