Mudar ou sair da igreja adianta?

Toda semana alguém me questiona isto.

A resposta é um rápido depende!


Primeiro: a “igreja” não é uma organização e sim um organismo, somos nós, como já tratamos em outras oportunidades aqui no blog (inclusive com ótimas colocações pelo meu amigo Roberto).


Segundo: na “igreja instituição” como em qualquer outro lugar de reunião, faz-se amizades, são poucas é verdade, mais depois de um tempo, elas fazem uma falta danada.


Terceiro: não quero ser o advogado da placa, bem ou mal e mesmo com todas as falhas (e quem não tem?) cria-se oportunidade de naquele tempo, reunir-se para falar Dele.


Por outro lado, só vale a pena se realmente neste tempo o objetivo for reunir-se em nome Dele para Ele e por Ele.


Quando sai fora deste objetivo, passa a não valer mais a pena não mudar.


Toda reunião, independente da placa ou sem ela, tem seus problemas, o motivo é simples, nós! Sim nós, seres mortais, onde estiver dois ou três, tem diferenças e respeita-las torna-se muito difícil.


Se você esta em um lugar, se sentindo mal, acuado, explorado, acusado, etc... rapa fora, não confunda problemas igrejeiros com Evangelho e nem com a “vontade” de Deus.


Firme seu relacionamento com Cristo.


Preocupe-se em estar bem resolvido com Ele, pare de gatinhar, aprenda a andar de pé.


Saiba separar o plano do Evangelho da Graça de graça dos problemas “ministeriais”.

Se der bode e você estiver ligado Nele, você vai continuar caminhando.

Se estiver ligado neles, você vai desviar, botar a culpa neles, xingar eles e até desistir de caminhar com Ele.

Após isto, se mudar ou sair, não desanime de Buscá-lo, alias aproveite o tempo para aumentar a intensidade de sua caminhada, coragem, ainda tem gente boa que pensa diferente e vive o Evangelho sem mentiras.


Biografia: nenhuma

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...