Seria o cristianismo, subversivo?

O cristianismo foi criado por Deus para ser apenas uma religião que traga conforto ao homem, fazendo dele apenas um participante manipulável por pregações ufanistas, vitoriosas e sem fundamentos morais e espirituais, onde não precisamos exercitar a fé, ou mesmo que a tenhamos, mas de maneira utópica e infantil conduzimos nossa vida de forma interesseira e centrada em nós mesmos;

Ou seria o cristianismo, em essência, algo que confronta as motivações humanas e das organizações, mostrando o quão podre nós somos, sem a participação em nossas vidas de maneira coletiva e única da Trindade, onde, por momentos de questionamentos e crises, sermos transformados para questionar outros homens e a própria sociedade, sobre seus valores?
Será que se agirmos assim, seremos realmente populares e bem aceitos?

créditos:nitrogenio


Opinião do Blog:

Fico pensando se Cristo ou qualquer um dos apóstolos aparecessem por aqui, talvez não seriam mártires, nem perseguidos pelas ruas, simplesmente ficariam esquentando um belo banco sem oportunidade para nada, pois suas pregações não se encaixariam no padrão de hoje.

Cristo, com certeza não seria nem o porteiro, ao menos que utilizasse os seus poderes para encher de grana os cofres da igreja, como Ele não faria isto, com certeza seria mais um excluído por rebelião.

Interessante que Cristo saiu do templo para pregar na beira do mar, nas casas, na rua, porque o templo já não cumpria com o propósito de ser um lugar santo de adoração a Deus.

Hoje, muitos não encontram mais espaço para falar a Verdade, porque se falar, a porta da rua vai ser a serventia da casa e não importa se é Pedro, Paulo ou Cristo, todos vão ter o mesmo destino, serem taxados como subversivos, infiéis, endemoniados, etc...

Tô fora disto, eu quero é Deus!!!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...