Direitos Humanos e o show de incoerências

Créditos: Mateus 21


Passados 60 anos após a Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebrados no dia 10 passado, ainda há muito a ser feito, inclusive na cidade onde moro, no litoral Catarinense, famosa pelas belas praias e pela "Noite", com igrejas abastadas e com grande afluxo de turistas de todas as partes do mundo, gerando enorme riqueza para o município,

Os Evangeligospels, por exemplo, em grande número aqui também, especialistas que são em fazer shows Gospels e "Marchas para Jesus" com discursos inócuos e alienados, perderam mais uma vez a oportunidade de se manifestar em prol da dignidade humana.

Por alguma razão não faz parte da sua agenda se solidarizar àqueles que demandam por uma globalização mais ética e solidária, já que 85% da renda mundial concentra-se em poder dos 15% mais ricos, enquanto os 85% mais pobres retém apenas 15% dessa renda, sendo a pobreza a principal causa mortis do mundo, conforme dados da OMS.

Enquanto isso os Evangeligospels ficam ostentando sua bazófia promovendo Shows Gospels como um realizado recentemente, com direito a banda importada e cantora Gospel de maior prestígio no circuito Gospel. Os cachês para esse pessoal com certeza não deve ter saído barato, muito pelo contrário.

Tudo assistido por milhares de fieis que lotaram a praia. Obviamente não faltaram as barracas com produtos Gospel. O mega-show fazia parte do marketing de uma igreja que mudou o nome para "Embaixada do Reino de Deus".

Por aqui também há uma dessas franquias da fé que, na fachada do local dos cultos traz a seguinte chamada: "O Show da Fé".

Num momento em que proliferam pelo país afora os "shows da fé" e pirotecnias Gospels, sem relevância social, além dos interesses e ganhos pessoais envolvidos e que, via de regra, servem apenas para acentuar uma cultura de alienação e de uma postura acrítica, permanece, nas palavras de Flávia Piovesan:

" o desafio de fortalecer o Estado de Direito e a construção da paz nas esferas global, regional e local, mediante uma cultura de direitos humanos, enquanto racionalidade de resistência e única plataforma emancipatória de nosso tempo, inspirada no princípio da esperança e na capacidade criativa e transformadora de realidade." (1)

Lamentavelmente essa história de construção dos Direitos Humanos, visando consolidar espaços de luta pela dignidade humana não faz parte da agenda desse grupo identificado como Igreja Evangélica, nos moldes em que ela se apresenta nos dias atuais.

Ao mesmo tempo em que uma igreja, ou seja lá o que for, se auto denomina "Embaixada do Reino de Deus" e patrocina um mega-show com celebridades do cenário Gospel internacional, e outra faz propaganda do Show da Fé, algumas famílias, adultos e crianças, possivelmente oriundos de uma comunidade indígena e/ou de um país vizinho, em busca de melhores condições de vida, dormem amontoados, humilhados sob a marquise de um prédio na região central da cidade. Durante o dia as mães com as crianças ficam sentadas pedindo esmolas na calçada da rua principal e de maior movimento enquanto os homens adultos tentam arrumar trabalho nas obras e prédios em fase de construção.

O que se constata na verdade é um show de incoerências, com a conivência de fieis passivos e acríticos. Afinal, ao que tudo indica a construção e a consolidação de uma ética universal fundada no valor da dignidade humana, como valor intrínseco a toda e qualquer pessoa, conforme rege a Declaração Universal dos Direitos Humanos, não fez, e não faz, parte desse show.

Nota:

Flávia Piovesan -- Doutora em Direito Constitucional e Direitos Humanos e Professora na PUC/SP, PUC/PR e Universidade Pablo de Olavide, Sevilha, Espanha. Jornal Estado de São Paulo, Caderno Aliás J5, de 14/12/08.

4 comentários:

Robson disse...

roCaros Marcelo e Eunice
Fiquei feliz em ver que voces gostaram da matéria "Direitos Humanos e o Show de Incoerencias", de minha autoria e postada originalmente no meu blog - www.mateus21.com.br, porém recomendo que façam a devida alteracao indicando a fonte original, que é o www.mateus21.com.br, e não o Igreja Emergente.

Recomendo também que sempre que postarem um conteúdo de outro autor que façam o reconhecimento da autoria e fonte logo no início, junto do título da matéria, e não na parte inferior, como se fosse uma nota de rodapé. Demonstra mais respeito para com o autor e é mais honesto.
Atenciosamente
Robson Ramos
www.mateus21.com.br

Marcelo e Eunice disse...

Agradeço pelo contato, já fiz as devidas alterações e vou acatar sua sugestão, ainda estamos aprendendo.....
Parabéns pela Matéria e pelo site
Tenha um ótimo 2009
Att
Marcelo

runescape gold disse...

can u leave ur phone number to me???

江苏互联星空棋牌游戏中心 disse...

A friend told me this place I have been looking for, I come, it turned out, I have not disappointed, good Blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...