A Igreja Original (2)

O culto cristão era relativamente simples.

No principio os cristãos se reuniam para adorar em casas particulares.

Depois começaram a se reunir também em cemitérios, como as catacumbas romanas. No século terceiro já havia lugares dedicados especificamente para o culto.

Com a chegada de Constantino, abraçando o cristianismo o culto simples começou a mudar sob influência de protocolos imperiais.

Sob este fato e o surgimento de igrejas luxuosas com mega estruturas, Justo L. Gonzalez, acrescenta:

“Os cristãos tinham se acostumado a comemorar o aniversário da morte de um mártir celebrando a ceia no lugar onde ele estava enterrado, então Constantino ordenou a construção de igrejas em muitos destes lugares, não demorou muito para que as pessoas pensassem que o culto teria significado especial se celebrado em uma dessas igrejas, por causa da presença das relíquias do mártir”¹

Logo, começaram a desenterrar os mártires para colocar seu corpo ou parte dele sob o altar de várias das muitas igrejas que estavam sendo construídas.

Logo também, pessoas surgiram afirmando terem recebido revelações dos mártires até então desconhecidos ou quase esquecidos.

Começaram então a atribuir poder milagroso a essas relíquias,e dali para a veneração e depois para a adoração foi uma distância bem curta.

Em pouco tempo a igreja perseguida passou a ser a igreja dos poderosos, com luxuosos templos, o resultado disto foi o surgimento de líderes cada vez mais políticos distantes dos cristãos e dos propósitos de Cristo.

A igreja então começou a imitar os costumes do império não só em sua liturgia,mas também em sua estruturação social.

Mudaram o foco, negligenciaram e esqueceram-se da igreja primitiva a porta estreita de que Jesus falará se tornara tão larga que uma multidão passava por ela, a maioria em busca de posições e privilégios, sem ter uma idéia do que é fé Cristã.

Os anos passaram, impérios caíram, povos foram extintos outros apareceram, surgem as superpotências, nasce a tecnologia a evolução, a ciência se desenvolve o homem conquista a Lua e esta a caminho de Marte, muita coisa mudou do ano 1 para 2009, porém os atos de Cristo sobreviveram a tudo isto e continua a ser um divisor de águas hoje.

Deus assim quis, que hoje tivéssemos acesso a informações essenciais para nossa Salvação, o mapa para isto, a Bíblia, resistiu...

Desacreditada por uns, mal falada por outros, ela continua sendo a bussola para o ser humano encontrar Deus, acontece que este livro tão precioso, que nos trás o maior registro do que Deus quer de nós, que nos dá o privilegio de sabermos com riquezas de detalhes o que Cristo, Deus encarnado veio ensinar esta sendo desprezado pelos “profetas”, pastores e líderes religiosos de nosso tempo.

Como naquela época, nossos líderes estão cada vez mais políticos e cada vez mais distantes dos cristãos e dos propósitos de Cristo.


Continua....

Marcelo & Eunice

¹ Justo L. González, Uma História Ilustrada do Cristianismo Vol.2, p. 38

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...