Espírito Santo

A.T.


Atuou na criação Gên. 1:2, é retratado a lutar com os homens Gên. 6:3, a iluminá-los Jó 32:8, a dar lhes forças especiais Juí 14:6.19, a conceder-lhes sabedoria Juí. 3:10 e 6:34, a outorgar-lhes revelações Núm. 11:25 e II Sam. 23:2, a prestrar-lhes instruções sobre sabedoria, o entedimento, o conselho, o poder, a bondade, e o temor Isa. 11:2 e a administrar-lhes a sua graça Zac. 12:10

Durante a vida terrena de Jesus, a atuação do Espírito Santo acompanhava as linhas gerais estabelecidas no A. T. com a exceção que houve então a promessa da vinda do Espírito Santo como quem haveria de dar continuidade a presença e a obra de Cristo no mundo, como agente de sua personalidade (João 14:15-17, 25,26-15:27-16:5-15)

O Senhor Jesus ensinou que quando de sua presença entre os homens, que o Espírito Santo lhes seria dado em resposta as suas orações Luc 11:13, que o dom do Espírito Santo seria amplamente outorgado aos seus seguidores João 14:16,17

Na noite do dia que ressuscitou, Jesus deu aos seus discípulos, no cenáculo um bafejo preliminar do Espírito Santo, como promessa e garantia do dom mais completo que se seguiria ao soprar sobre eles João 20:22

No dia de pentecoste, o Espírito Santo desceu sobre todos, cerca de 120 pessoas, os primeiros de muitos que experimentaram isso

Todo crente deve possuir o Espírito Santo, pois de outro modo nem crente é, veja:

Somos nascidos do Espírito João 3:3, 6 e IJoão 5:1
Somos habitados pelo Espírito I Cor 6:19, ROM 8:9-15, I João 2:26 e Gal 4:6

E é assim que o crente se torna templo de Deus!

Todo crente possui o que se chama batismo do Espírito I Cor 12:12, 13 I João 2:20,27.

Esse batismo é o selo de Deus que lhe assegura a obra final e completa da graça divina em sua vida Efé. 1:13 e 4:30.

Mas nem todo crente é igual aos demais, na questão desta experiência Atos 2:4 compare Atos 4:29 – 31

Não há limites para o que o Espírito Santo pode e quer fazer na vida do crente, dependendo da circunstância e da obediência pessoal daquele a quem o Espírito infunde.

Porém é bom lembrar que nem todos somos iguais na questão dos Dons e não podemos julgar nossos irmãos por não falar em línguas ou qualquer outra manifestação.

A busca diligente das realidades espirituais é fundamental e prioritário para que não se confunda emoção e alegria com dons ou manifestações do Espírito de Deus (é o que tem causado muito engano)

É mister que nem todos crentes falem em línguas, tenham sonhos, revelações, etc,,, mais é um erro afirmar que estes não têm o Espírito Santo.

Marcelo eee Eunice

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...