Púlpito da Igreja Evangélica: A última carta do diabo

Fonte: Gilaelson Santos Via Pulpito Cristão



Por Gilaelson Santos

“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência...” (1 Timóteo. 4: 1,2)

Penso ser desnecessário explicar o que está latente aos olhos de todos; acredito que o versículo supracitado deixa bem claro que o púlpito da igreja será palco de mentiras, enganos, hipocrisias, homens mal intencionados e doutrinas demonizadas. Você ficou chocado com esta aplicação? Eu nem um pouco, pelo o contrário! O que me deixa estarrecido é o analfabetismo bíblico, e a ausência total de lucidez de muitas pessoas que dizem servir a Deus, mas nem ao menos percebem quando satanás está falando via púlpito eclesiástico, ou você ainda é ingênuo o bastante e demasiadamente romântico para não acreditar nesta possibilidade? Pois fique sabendo que os demônios têm falado nos altares da Igreja cristã e muitos estão dizendo: amém!! Até porque, se satanás fosse usar deste artifício fora da igreja de Cristo, então não haveria sentindo esse alerta do velho Apóstolo.

Então, olhe! Veja! Perceba! Todos os fenômenos naturais e sociais previstos por Jesus para identificarmos os “últimos dias” estão aí, tão constantes como nunca. A bíblia também menciona mudanças nas atitudes e sentimentos das pessoas que viveriam nos “últimos dias”. II Timóteo 3:1-9. Partindo dessas evidências incontestáveis, com certeza já estamos vivendo os “últimos dias” do jeitinho que a escritura previu, e é por isso, que satanás tem doutrinado tanto, via igreja evangélica. Essa é uma realidade tão seria e preocupante que se fossemos pontuar tais doutrinas, cuido que um livro seria pouco para dimensionar tamanha apostasia. Mas, diante dessas últimas horas, quero classificar aqui alguns ensinos que se desvirtuam do santo evangelho; entre eles: A Teologia da prosperidade que resumidamente prega diariamente o bem estar financeiro e físico como resultado da comunhão com Deus, negando descaradamente a mensagem do Reino.

E o que dizer dos espíritos enganadores (lideres), que tem enriquecido pela boa fé do povo garantindo a estes, o que o evangelho nunca prometeu? E quanto aqueles pregadores hipócritas que fingem acreditar no pregam só para levar aos outros a comprarem suas egocêntricas idéias? Poderia também falar das intermináveis campanhas que lotam semanalmente as igrejas evangélicas com suas inúmeras bizarrices, numa crise teológica sem precedentes levando o povo a mandar em Deus. Também não seria demais dizer que estes contam mentiras como se fossem verdades para fazer valer seus propósitos terrenos e carnais; pois a própria escritura nos assegura que isso ocorre devido a uma teologia que se tornou endemonizada e consciências que de tanto exercerem a maldade, foram malignamente cauterizadas.

Mas por favor, não cometa o engano de pensar que estes engodadores surgirão do nada como pessoas que foram enviadas por satanás ou como alguém estranho que apareceu inesperadamente. Porque eles podem ser aqueles líderes que você está acostumado a ouvir domingo a noite, legalmente consagrados, com carteirinha de pastor, reconhecidos socialmente como tais, porém, enganadores. Foi por isso que o Espírito expressamente, claramente, intencionalmente, propositalmente disse, a fim de que não fossemos Iludidos. Mas, ainda assim, existem pessoas que insistem em dá ouvidos a tais ensinos, desprezando evidências tão notórias que até pela lógica se dão a conhecer.

Volto a repetir, o púlpito da igreja, claro que não todos, nesses “últimos dias” têm sido demonizado, palco de adultério e leito de prostituição contra a sã doutrina, exatamente como já de antemão previa as escrituras quando apontou aqueles que em nome de Deus iriam dizer o que dizem. É evidente que minha intenção aqui não é impedir que isso aconteça, pois seria impossível tal pretensão, e de fato uma heresia da minha parte, no entanto, espero estar ao menos pela Palavra instigando nos irmãos, a percepção de uma realidade cada vez mais presente em muitas congregações.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...