O que você tem a ver com a corrupção?

Video muito bacana, peguei no >Veshame gospel

O que você tem a ver com corrupção? Tudo. Você é parte ou dela: ou da solução ou do problema. Agora que tal ver o vídeo, tomar consciência de que o problema é seu e, quem sabe, rever sua posição?



Coopere com a campanha. Mostre o vídeo para seus amigos, filhos, familiares... Ajude as pessoas a entenderem que corrupção não é apenas o desvio de dinheiro público, mas as atitudes cotidianas que se desviam daquilo que Deus quer para todos nós.

VEJA A DIFERENÇA DA BÍBLIA CATÓLICA E PROTESTANTE

Créditos: um discipulo

COM ESSE VÍDEO CONHECEMOS A RAZÃO DE PRÁTICAS PAGÃS E IDOLATRIA NA IGREJA CATÓLICA POIS QUANDO SE TEM SUA REGRA DE FÉ (BÍBLIA) ALTERADO, TUDO MAIS O É

Um cristão que fez diferença

Ótimo video e exemplo, achei no Resistência Protestante



Nicholas George Winton nasceu em 19 de maio de 1909. Sua família tinha origens judaicas, mas seus pais se converteram ao Cristianismo e ele foi batizado na Igreja Anglicana.

Inimigos no passado, líderes mulçumano e cristão na Nigéria agora se abraçam

Fonte: Revista Época


AMIZADE QUASE IMPOSSÍVEL
O pastor James Wuye (à esq.) e o imã Muhammad Ashafa. Líderes religiosos da Nigéria, eles defendem o perdão como instrumento de sobrevivência

Eles pegaram em armas para matar um ao outro. Hoje, o imã muçulmano Muhammad Ashafa e o pastor cristão James Wuye lutam juntos pela paz

Quando entrou na sala, o imã Muhammad Ashafa deparou com seu maior inimigo, o pastor pentecostal James Wuye. Sentiu seu sangue borbulhar. Ali estava o homem que havia liderado a milícia cristã que matara seu mentor espiritual, dois primos e vários amigos. Muhammad virou o rosto.

Ao ver o imã, um arrepio de ódio trespassou o corpo do pastor.

Sua mão esquerda apertou a direita. Ele sentiu a textura fria da prótese.

O muçulmano que respirava o mesmo ar que ele na sala repentinamente abafada comandara a milícia islâmica que decepara seu braço com um golpe de machete.

Líderes religiosos, eles haviam sido chamados à casa de governo de Kaduna, no centro da Nigéria, para discutir uma campanha de vacinação contra a poliomielite. Entre os dois, pairava o fantasma de milhares de cadáveres. Seu único desejo era matar. Um ao outro.

O que aconteceu nos minutos seguintes vem mudando o mundo – deles e de todos nós.
Um jornalista que os conhecia puxou o pastor e tocou o ombro do imã.
Apresentou-os. Juntou suas mãos e disse: “O futuro deste país está em suas mãos.
Vocês podem construir ou destruir a Nigéria”. Os dois se encararam, sem armas pela primeira vez. “Até então, eu vinha rezando com fervor por uma oportunidade de vingar minha mão”, diz James. “Quando ele pôs a mão sobre a minha, meu coração estava disparado”, afirma Muhammad. “Como vou me relacionar com esse cara? E as minhas feridas? E a minha vingança? Quando o vi, senti todas as feridas que cicatrizavam dentro de mim abrindo novamente. Eu suava. Meu rosto sorria para ele, mas, por dentro, eu fervia.”

O pastor James Wuye e o imã Muhammad Ashafa contaram sua história com exclusividade a ÉPOCA durante sua primeira visita ao Brasil, no final de junho, para trazer sua experiência ao Antídoto – Seminário internacional de ações culturais em zonas de conflito, a convite do Itaú Cultural. Ao ouvi-los, a pergunta que ecoa sem parar é: como foi possível para aqueles dois homens superar tanto ódio, tanta dor, tanto sangue derramado?

James e Muhammad são a síntese do conflito religioso que divide a Nigéria, ocupada ao norte por muçulmanos, ao sul por cristãos. No centro do país, Kaduna, onde ambos vivem, é espremida por forças opostas. As disputas religiosas são a porção mais visível das diferenças acirradas pela colonização britânica. Em 1914, os ingleses juntaram sul e norte, num país inventado em gabinete. No lado de dentro das fronteiras riscadas no papel, uma população dividida em 250 etnias, com costumes e culturas diferentes, fervilhava em ódios mútuos. Com 150 milhões de habitantes separados em trincheiras de rancor, a Nigéria está sempre a um segundo de explodir.

Para o pastor e o imã, o ponto de virada começou em maio de 1995, naquele aperto de mãos na sede da administração de Kaduna. Mas somente um ano depois voltaram a se encontrar em público para o primeiro de muitos diálogos inter-religiosos. Durante o ano que passou, Muhammad deu o primeiro passo, ao procurar James na igreja. Ao vê-lo em território inimigo, o cristão concluiu que o muçulmano pretendia obter informações estratégicas para usar no próximo conflito. Vinha não para se aproximar, mas para espionar. Estava certo, como confessou Muhammad depois. Mas, aos poucos, algo começou a acontecer com eles. Dentro deles. Descobriram-se mais semelhantes que diferentes.

O muçulmano e o cristão perceberam que sua infância fora parecida, que vinham do mesmo gueto, tinham os mesmos medos e as mesmas aspirações, ambos olhavam para mulheres bonitas e gostavam de futebol. “Quando conversamos, descobrimos que ambos tivemos uma juventude bastante aventureira. Eu perguntava: ‘Você também fez isso? Oh, boy!’”, diz o pastor James. Trocam olhares cúmplices. Mas nenhum dos dois conta o que ambos tinham feito na tal “juventude aventureira”.

“Não perdoar é como tomar veneno e esperar que o inimigo morra”
IMÃ MUHAMMAD ASHAFA, líder muçulmano da Nigéria

“Fomos programados para matar. Agora, precisamos nos reprogramar para a paz”
PASTOR JAMES WUYE, líder cristão da Nigéria

Comentários desta matéria no site Época:

Adalberto Rossi | SP / São Paulo | 11/07/2009 13:50
HÁ ESPERANÇA AINDA...
Maravilhosa reportagem! A reporter conseguiu exprimir em uma página sentimentos que permeiam a alma humana e que tanto podem levá-la à guerra como promover a paz! E com uma maestria impar na redação, conseguiu calcar frases fabulosas.Parabéns pela forma da condução e a abordagem da reportagem. Parabéns, Eliane. Emocionante mesmo!

Helena santos | MG / Açucena | 11/07/2009 08:06
Religiões
Só servem para disseminar a guerra.Os líderes só querem impor seus dogmas a todo custo.E ordenam guerra e matam sem remorso.Não gosto de religiões.São uma verdadeira praga universal.O mundo será melhor quando não houver templos erguidos de concreto.O templo for o ser humano, o seu corpo ser um templo!

Lázaro Dantas | DF / Brasília | 10/07/2009 09:20
O QUE NOS SEPARA
O que nos separa não é a religião. São os homens que a usam com poder da persuasão política. Lázaro


Opinião do Blog:
A muito tempo não achava uma matéria tão bacana e os comentários deram um toque todo especial... Parabéns a revista Época e todos que deixaram registrados suas opiniões.

O povo santo é trouxa??!!

Por: Jesus, o maior Amor




Jesus, através de Paulo, ensina que as ofertas dos crentes devam ser de acordo com sua prosperidade (1Coríntios 16.1-2). Temos que dar com amor, generosidade e alegria, conforme tencionamos em nossos corações (2Coríntios 8.1-12; 9.1-9).

Entretanto, um dos maiores (não ao meu ponto de vista) pregadores de mídia, nos classificou de trouxas por que, quando de nossas ofertas, ofertamos ao Senhor de coração e não para comprar bênçãos...

O Senhor Jesus nos agracia com Seu infinito Amor, nos garantindo que não precisamos ser ansiosos por nossa vida material, mas, o pop star evangélico prega que devemos ofertar e esperar pelo pagamento imediato de Deus!!!

Notamos ainda, que as bênçãos de Deus são pelo de beneplácito de Sua vontade e não por ofertar o que quer que seja:

“O qual nos tempos passados deixou andar todas as nações em seus próprios caminhos. E contudo, não se deixou a si mesmo sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu, dando-vos chuvas e tempos frutíferos, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações” (Atos 14) e

“Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos” (Mateus 5)

Sobre a compra e o recebimento das bênçãos materiais, nosso Senhor Jesus Cristo assim nos assevera:


"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir.
...
E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
...
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal".

Há também, uma situação interessante, a Palavra de Deus nos diz em Mateus 10, ... "de graça recebestes, de graça dai"...


Então, porque quando se oferta a Deus, deve-se esperar algo em troca???

Mais vale um trouxa no céu, que muitos cães no inferno!!!

Adoradores ou Consumidores

Fonte: Olhar Reformado Via: Púlpito Cristão




Por Augustus Nicodemus Lopes


Em certa ocasião o Senhor Jesus teve de fazer uma escolha entre ter 5 mil pessoas que o seguiam por causa dos benefícios que poderiam obter dele, ou ter doze seguidores leais, que o seguiam pelo motivo certo (e mesmo assim, um deles o traiu). Em outras palavras, uma decisão entre muitos consumidores e poucos fiéis discípulos. Refiro-me ao evento da multiplicação dos pães narrado em João 6. Lemos que a multidão, extasiada com o milagre, quis proclamar Jesus como rei, mas ele recusou-se (João 6.15). No dia seguinte, Jesus também se recusa a fazer mais milagres diante da multidão pois percebe que o estão seguindo por causa dos pães que comeram (6.26,30). Sua palavra acerca do pão da vida afugenta quase que todos da multidão (6.60,66), à exceção dos doze discípulos, que afirmam segui-lo por saber que ele é o Salvador, o que tem as palavras devida eterna (6.67-69).

O Senhor Jesus poderia ter satisfeito às necessidades da multidão e saciado o desejo dela de ter mais milagres, sinais e pão. Teria sido feito rei, e teria o povo ao seu lado. Mas o Senhor preferiu ter um punhado de pessoas que o seguiam pelos motivos certos, a ter uma vasta multidão que o fazia pelos motivos errados. Preferiu discípulos a consumidores.

Infelizmente, parece prevalecer em nossos dias uma mentalidade entre os evangélicos bem semelhante à da multidão nos dias de Jesus. Parece-nos que muitos, à semelhança da sociedade em que vivemos, tem uma mentalidade de consumidores quando se trata das coisas do Reino de Deus. O consumismo característico da nossa época parece ter achado a porta da igreja evangélica, tem entrado com toda a força, e para ficar.

Por consumismo quero dizer o impulso de satisfazer as necessidades, reais ou não, pelo uso de bens ou serviços prestados por outrem. No consumismo, as necessidades pessoais são o centro; e a “escolha” das pessoas, o mais respeitado de seus direitos. Tudo gira em torno da pessoa, e tudo existe para satisfazer as suas necessidades. As coisas ganham importância, validade e relevância à medida em que são capazes de atender estas necessidades.

Esta mentalidade tem permeado, em grande medida, as programações das igrejas, a forma e o conteúdo das pregações, a escolha das músicas, o tipo de liturgia, e as estratégias para crescimento de comunidades locais. Tudo é feito com o objetivo de satisfazer as necessidades emocionais, psicológicas, físicas e materiais das pessoas. E neste afã, prevalece o fim sobre os meios. Métodos são justificados à medida em que se prestam para atrair mais freqüentadores, e torná-los mais felizes, mais alegres, mais satisfeitos, e dispostos a continuar a freqüentar as igrejas.

ATEÍSMO "GUELA" ABAIXO

Por: Reflexões Teológicas

VEJA ESTE VIDEO MUITO CRIATIVO MOSTRANDO COMO OS ATEUS TENTAM EMPURRAR SUAS TEORIAS FRAJUTAS "GUELA" ABAIXO SEM MOSTRAR NENHUMA EVIDÊNCIA DO QUE DECLARAM. MUITO ENGRAÇADO, MAS É VERDADE!

ADVENTISTA / ADVENTISMO

Por: guiyemito008


Pessoal, série em portunhol, dá para entender....
Deixem registrado sua opinião e o que achou sobre estes videos...

Cada um tire suas conclusões, com a Biblia na mão seremos melhores!













A IGREJA É INDESTRUTÍVEL, MAS O CRISTIANISMO ESTÁ MORRENDO...

Via: ANDANDO NA GRAÇA EM JEQUIÉ



Por Caio Fabio


Nunca pensei que eu viveria para ver o declínio explicito e rápido do Cristianismo. Mas eis que acontece diante dos meus olhos, até mesmo nos países ainda de maioria cristã, porém, sem fé e sem esperança em “Deus” conforme a “Igreja” ou conforme o Cristianismo.

Aqui mesmo, no Brasil, apesar das Universais, das Mundiais, dos Pentecostais e dos Neo-qualquer-coisa — o que se terá adiante de nós será a transformação do descrédito presente em hostilidades futuras, tão logo o povo comece a se cansar do engano.

Os Estados Unidos ainda há muita força cristã, mas em notória perda de poder. Até ao final do governo de Barak Obama veremos um novo perfil de representação religiosa na América, a qual ainda terá maioria cristã, porém, em franco processo de enfraquecimento político.

Os chamados tele-evangelistas americanos são coisa de um passado insistente em não morrer de vez, mas existem sem apelo.

As crenças New Age crescem em toda parte. O espectro vai do Budismo, do Taoísmo e da Cabala modificados e esoterizados... à Illuminati e a toda sorte de sociedade secreta e gnóstica.

Em meio a tudo isto cresce o poder revolucionário e suicida do Islã de Hassan Al Banna e de Sayyid Al- Qutb Ibrahim, ambos os maiores influenciadores de Osama Bin Laden.

Sayyid Al- Qutb foi o mais importante ideólogo da Irmandade e do pan-islamismo, figura lendária no Oriente Médio, morto por Nasser em 1966.

Seu pensamento político literalista e reavivalista fundamenta-se na idéia de que os homens devem ser governados pelas leis extraídas do Alcorão (a Sharia), que provêm de Deus e não por suas próprias leis. Sua obra foi traduzida para o farsi (persa) pelo próprio Aiatolá Khomeini e suas idéias, desde a revolução islâmica de 1979, têm sido colocadas em prática no Irã.

A autoridade política, segundo essa concepção integrista, deve ser exercida por conselhos de doutores na Sharia.

Em seu mais influente livro, Os Marcos (Maalim fil Tarik), escrito em 1964, na prisão, Qutb explicita o seu conceito político anti-ocidental mais conhecido: a jahilya, ou ignorância pagã e rebelião contra Deus.

Segundo ele, a "religião é realmente a declaração universal da liberdade do homem sobre a servidão imposta por outros homens e da servidão aos seus próprios desejos, que é uma outra forma de servidão humana; é uma declaração sendo a qual a soberania pertence a Deus apenas e que somente Ele é o senhor de todos os mundos".

Ainda conforme Qutb: “todo sistema no qual as decisões finais estão referidas as seres humanos e nos quais as fontes da autoridade são humanas, deificam os seres humanos por designarem outros que não Deus como soberanos sobre os homens. Essa declaração quer dizer que a autoridade usurpada de Deus deve ser reconduzida a Ele e que os usurpadores devem ser expulsos - aqueles que por si próprios tramam leis para outros seguirem, assim elevando-se ao status de senhores e reduzindo os outros ao status de escravos. Em suma, proclamar a autoridade e a soberania de Deus significa eliminar todo o domínio humano e anunciar a lei Daquele Que Sustenta o universo sobre o mundo inteiro. Nos termos do Alcorão.” (Qutb, 1964: cap 4).

Só que para fazer isto Sayyid Al-Qutb cria e ensinava aquilo que hoje tem em Osama bin Laden seu representante mais coerente, segundo todos os especialistas no assunto.

Ou seja:

O Islã de Osama Bin Laden declara guerra a todo governo que não se submeta a “Deus” segundo o “Islã” de Sayyid Al-Qutb.

Na realidade eu creio que se levassem tais questões a Jesus, todas elas, inclusive concernentemente à morte do Cristianismo e ao avanço do Islã [atendendo à demanda dos radicais e raivosos], e da New Age [atendendo a demanda dos politicamente corretos e cansados do Cristianismo] — Ele diria:

“Deixem aos mortos o sepultar os seus próprios mortos!”

Afinal, este nunca foi o combate do Evangelho e nunca foi a causa pela qual a Cruz se ergueu.

Jesus olha para tudo isto e diz:

“O meu reino não é deste mundo!”

E conclama:

“Quanto a ti, vai e prega o reino de Deus!”


Nele, que não contou nunca com tais pretensas contribuições ao Seu Reino,


www.caiofabio.com

CRIANÇAS ACUSADAS DE BRUXARIA

Por: Reflexões Teológicas



ESTE VIDEO É CHOCANTE, MAS NECESSARIO VERMOS.

CRIANÇAS QUE SÃO ACUSADAS DE BRUXARIA POR UM PASTOR EVANGÉLICO QUE DIZ QUE TEVE SUPOSTAS REVELAÇÕES SOBRE ESSAS CRIANÇAS.

ATÉ ONDE IRÃO CHEGAR?

VEJA O QUE A FALTA DE UMA INTERPRETAÇÃO CORRETA DAS ESCRITURAS FAZ.

Bezerranos ou Bereianos ?




Nunca existiu tanta divulgação da história de Cristo como vemos hoje.

Com um clique você pode dar uma volta em Israel, espiar Belém, conhecer Nazaré, e obter qualquer outra informação que antes deste boom digital era tão complicado e restrito a um número bem pequeno de pessoas....

As melhorias desta mudança são indiscutíveis, e talvez já não saberíamos viver sem elas.

A Bíblia nos relata que desde o Genesis sempre existiu noticias boas para os homens, Deus nunca se esquece de seus Amados.

O problema é que o povo nunca conscientizou de seus limites, insatisfeito o homem sempre procura mais, então desde o inicio, no deserto construíram um bezerro e padeceram!

Isto foi desde o começo e não muda, todas as ferramentas que deveriam facilitar a propagação do evangelho se tornaram poderosas para deturpar a verdade.

Na internet, pregadores com dons de "revelação" pesquisam o publico da onde vai "ministrar", levantam nomes, números de telefones, informações sigilosas ( principalmente em Orkut) e na hora do show é só por em prática o dom da decoreba bíblica com o que já pesquisou sobre as vitimas ops.. irmãos presentes.


Nas redes de televisão notamos pouquíssimos programas com coerência bíblica e respeito aos sentimentos das pessoas, como no êxodo só que de uma forma muito mais rápida, surge por atacado lideres que se aproveitam do desespero, dificuldades e falta de conhecimento bíblico das pessoas para submetê-las a seus planos, sugando-as o maximo possível.

Também tem o torpedo da benção, agência de viagens da graça, ligue vitória, namoros gospels, etc...

O bezerro de ouro do Êxodo recebeu um up grade todo especial para os dias de hoje, versão 2009 com atualização diária, no deserto ele não enxergava, falava ou ouvia, hoje ele vê, fala e ouve! As pessoas o amam, adoram, idolatram e acreditam piamente ser ele um instrumento seguro para se obter bens, prosperidade, saúde, alegria, paz e amor.

Acreditam que por intermédio deles terão privilégios perante Deus, no deserto este bezerro foi quebrado, hoje é exaltado dá testemunho de suas riquezas e conquistas, reina absoluto sobre aquilo que a maioria entende ser igreja.


Amigo leitor pare e reflita em quem ou no que esta baseada a sua fé?

Qual Importância você da para o que Cristo fez por você?
Acredita que algum prédio chamado igreja pode te ajudar a obter a salvação?
Acredita que algum líder pode te beneficiar perante Deus?
Acredita que a obediência e colaboração a estes lideres atrairão bênçãos sobre sua vida e tua casa?

Pare de carregar nas costas e dar boa vida a estes bezerros mentirosos e safados, pare de protegê-los e tratá-los como ungidos, por desespero ou ambição o que lhe restara no final será um: - Não vos conheço, apartai-vos de mim!


Siga o Bezerro, ou seja um Bereiano!


Abraço a todos e bom final de semana!!!!

Marcelo eee Eunice

Hoje é dia.....

Via: Bereianos



Macumba go$pel com o "mestre Camilo"... mestre em enganar o povo com rituais místicos anti-bíblicos, com a promessa de cura através de uma gruta milagrosa. Não sei de onde eles tiraram essa tal gruta, da Bíblia com certeza não foi...


Opinião do Blog:
Por um tempo achavamos o RR sério... triste engano, é só mais um que usa a Bíblia de forma errada, alienando milhares de pessoas.

Unção com o óleo da potência ???

Por: Alessandro Cristian



Os asseclas de Pedir Maiscedo não se cansam de inventar. Percebemos ali uma criatividade apócrifa, cada vez mais divorciada da Palavra de Deus...

A mais nova da trupe: em um dos programas televisivos conclamam a todos para participarem da “Vigília das grandezas de Deus”, para receberem a unção com o óleo da potência. Tal óleo, segundo afirmam, levará o fiel a se tornar uma potência financeira.

Até aí, tudo bem (mas tudo mal). Mais um engodo advindo da horrenda teologia da prosperidade. Mais uma campanha milimetricamente calculada para encher a igreja de incautos e, de igual maneira, as contas bancárias daquela organização religiosa. É a especialidade deles. Mas o mais triste é a consagração do tal azeite.

Imagens mostram um dos bispos da famigerada denominação orando para a consagração do óleo na Wall Street, em Nova Iorque, ao lado da estátua gigantesca de um touro (bezerro de ouro?) ali existente.

Durante a consagração, o religioso frisa que está ao lado do símbolo da força financeira de Nova Iorque. E afirma que o óleo está sendo consagrado “perto dessa força, dessa potência...” (referindo-se ao touro). Ou seja, entendemos que o azeite foi consagrado ao touro, e não a Deus. E quem consagrou o azeite foi o touro, e não Deus.

Isto é, se você participar da campanha e ter suas necessidades supridas, ou receber aquilo que buscava, graças a ... Deus??? Não, graça ao azeite-consagrado-na-Wall Street-ao-lado-da-estátua-do-touro-que-simboliza-a-força-do-mercado-financeiro-de-Nova Iorque.

Antes de orar, arremata sua fala com chave de lata: diz que Deus nos fez apenas um pouco, só um pouquinho menor que Ele. Entendo que o bispo quis dizer que somos quase deuses. Estamos só um pouquinho abaixo do Todo Poderoso... É lamentável.

“Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó”. (Salmo 103.14)

“E respondeu Abraão, dizendo: Eis que, agora, me atrevi a falar ao Senhor, ainda que sou pó e cinza”. (Gênesis 18.27)

Uma fala eivada de heresias em nome da prosperidade...


A Bíblia Sagrada nos alerta:

“... depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não perdoarão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si”. (Atos 20.29,30)

Deus abençoe a todos em Nome de Jesus.

Soli Deo Gloria

Chama os Bombeiros....

Via: doa a quem doer



Onde você imaginaria que poderia encontrar, de uma só vez, o Lord do Fogo, o Homem da Oração Forte, o Apóstolo dos Milagres, o missionário Renato Fogo Puro, a missionária Vanessa do Fogo, a Greice do Fogo, o presbítero Geovano Voz de Trovão, o missionário Tiago do Mendanha e a Sara Canela de Fogo? Somente aqui, na quadra do Barriga...



clique na imagem para ampliar

Anuncie Aqui!

Via: A Igreja sômu nozes



Opinião do Blog:
O Angeli já entendeu o que esta acontecendo e você?

Crente "xuxu"

Achei no Emeurgência








Opinião do Blog:

Quando você achar que sabe tudo e esta apto a julgar ( e condenar )seu próximo, cuidado, qualquer semelhança com a figura ai em cima não sera mera coincidência.

Tai um péssimo exemplo de decoreba, é o que acontece muito nas igrejas instituições, pega um monte de versiculos isolados,não se preocupa com o contexto, ou se é histórico descritivo e bota tudo goela abaixo do povo.

O resultado é fanatismo, engano, abusos, lucros, e a formação de muitos zumbis.

Modismos - Entrevista com o Pr. Paulo Romeiro

Via: Gláucia Carneiro do Blog PAIXÃO, O EXERCÍCIO PARA APRENDER A AMAR e nossos amigos do Púlpito Cristão



RF - Quais foram os principais modismos teológicos dos últimos tempos que causaram maiores estragos ao povo de Deus no Brasil?



PR - A Teologia da Prosperidade é um, depois outras doutrinas que foram aparecendo como a Quebra de Maldição Hereditária, o G-12 e as distorções na área de batalha espiritual, porque a ênfase passa a ser nos demônios, em espíritos territoriais. São várias as distorções na área de batalha espiritual. Vimos também os abusos na área dos milagres. E como combater isso? Só existe um meio: com a Bíblia. É preciso voltar aos fundamentos, ao básico, à Palavra de Deus.




RF - Recentemente entrevistamos o professor James Packer, que nos disse que a Teologia da Prosperidade já não tem força nos EUA como antes. O senhor acredita que a Teologia da Prosperidade ainda terá muito fôlego no Brasil e na América Latina?




PR - Ela terá por causa da tirania do mercado. Ela precisa de dinheiro para sobreviver e as igrejas que pregam a Teologia da Prosperidade conseguem arregimentar a multidão. Essa doutrina prega o que as pessoas querem ouvir. Ela oferece uma ajuda imediata para problemas imediatos. “Você, que não consegue casar, vem aqui e vou lhe arranjar um parceiro”. Ou “Você, que não consegue prosperar, faz a corrente aqui e vai prosperar”.




RF - Quem é o culpado pela ênfase nas soluções imediatas para os problemas?




PR - Esse é o grande problema. Muitas igrejas não pregam mais a Salvação. Elas pregam a solução de problemas. Mudaram o foco. Elas não têm, por exemplo, um trabalho a médio e longo prazo com os seus membros, porque aí precisam falar de vida eterna. Você já viu, por exemplo, essas igrejas falarem sobre Céu, Santificação e Volta de Cristo? Tem pregador que nem quer que Jesus volte, porque ele está tão bem na vida hoje que a Volta de Cristo irá estragar os planos dele.




RF - O senhor tem falado ultimamente que tem aumentado no Brasil o número de crentes desiludidos e frustrados com a fé cristã por terem acreditado na Teologia da Prosperidade. Como tratar os crentes nessa situação?


PR - Os pesquisadores e sociólogos chamam isso de “trânsito religioso”. Há uma igreja em trânsito hoje. São milhares e milhares de crentes, talvez milhões, que não conseguem mais parar em igreja nenhuma. Eles transitam. Qual a igreja que oferece a melhor proposta ou o melhor entretenimento? Qual a igreja que vai oferecer o melhor show daquele fim de semana?



Converti-me ao Evangelho em 1971 e, naquela época, nunca esperava que um dia algumas denominações chamassem um culto evangélico de show. Agora tudo é show. Há igrejas que só funcionam como shows. É a forma de prender a multidão. “Olha, hoje à noite tem fulano de tal, amanhã tem beltrano e depois aquele outro”, e não pára. Porque, se parar, o povo vai embora.



RF - E como tratar um crente assim?


PR - É preciso ensino da Palavra, porque as pessoas que saem dessas igrejas chegam cheias de ensinos distorcidos. Elas chegam falando, por exemplo: “Fulano foi ungido pastor”. Mas na Bíblia não existe unção para pastor. Na Bíblia as pessoas eram ordenadas ao ministério por imposição de mãos, e não ungidas, e a unção não é privilégio de um grupo. Eles vêm cheios desses cacoetes “Eu declaro”, “Eu reivindico”, “Eu não aceito”, “Eu determino”, “Eu decreto”, chegam com distorções doutrinárias.


Aí você tem que ensinar à pessoa que o fato de ela estar em crise não quer dizer que é amaldiçoada. Nunca vi isso. Essa coisa de determinar tudo é falta de ensino. Terão também que repensar a questão do sofrimento, que faz parte da Teologia. Muitos pensam que não existe sofrimento para o crente. O crente não pode adoecer, sofrer, ter dívidas etc. Às vezes fico pensando: até que ponto a pessoa pode acreditar na aguinha em cima do rádio, na cruz pregada na parede, nos sabonetes ungidos...batismo no Espírito Santo com pó de ouro! Há ainda o tapete ungido, a campanha para os adeptos ganharem na loteria etc. O ser humano tem a habilidade de crer em qualquer coisa.



O discipulado é também muito importante. Esses crentes passam a viver uma crise de conversão. As igrejas por onde passaram são fortes na sua ação evangelizadora, atraem o povo, mas são fracas na sua ação discipuladora. Elas não conseguem mais discipular. Porque, para discipular, gasta-se tempo, envolvimento, e isso não existe mais.



Além disso, muitos pregadores de hoje vivem no avião, falam com as pessoas da tevê, não têm mais relacionamentos, a não ser com empresários. Precisamos ajudar as pessoas a crescerem para que possam ajudar outras depois. Uma coisa muito importante ainda é o acolhimento. É preciso acolher essas pessoas, não olhá-las com suspeitas, porque, na verdade, elas já se decepcionaram onde estiveram.



RF - O Movimento Pentecostal foi, sem dúvida, um dos últimos avivamentos que a igreja experimentou nos últimos séculos, afetando o crescimento e a História da Igreja no mundo. No final do século 20, uma versão diferente desse movimento surgiu, com modismos sem base bíblica. Deixando de lado esses desvios, quais os benefícios do Movimento Pentecostal para a Igreja, especialmente no Brasil?




PR - A grande contribuição do Movimento Pentecostal foi a evangelização. Ele é o maior movimento evangélico do mundo. Não tem maior. Mas não foi só a AD, outras igrejas também enfatizavam a evangelização. Hoje, porém, infelizmente, muitas igrejas estão substituindo a evangelização pela competição, pelo proselitismo. Tem muito mais crente mudando de igreja do que pecador aceitando a Cristo. Há igrejas que crescem hoje por competição e não pela evangelização, e com isso aí o Reino de Deus não cresce. Só se muda o peixe do aquário.



RF - O que é preciso para se fazer apologética cristã saudável?



PR - Principalmente equilíbrio. Há pessoas que são apologistas, mas exageradas, sensacionalistas. É preciso amor. Vejo muitos apologistas hostis, atacando as pessoas. Não gosto nem mais de usar o termo seita ou heresia. Acho muito pejorativo. Hoje falo de fenômeno religioso ou movimentos religiosos.



A apologética precisa aprender a construir pontes e não levantar muros. Se ela já chega atirando, o pessoal corre. Os apologistas precisam aprender a dialogar. Não precisa ser hostil. A Bíblia diz: “Falai a verdade com amor”. Além disso, a informação a ser transmitida deve ser apurada.

Entrevista cedida da revista "Resposta Fiel", ano 05, n°17, pag.10/12

Irmãos cara de pau....a série



Opinião do Blog:

Montamos o disk paxo gospel, a promoção da semana é despacho praiano Peruibes, basta nos entregar os seguintes ingredientes:

4 kilo de picanha
2 de linguiça aurora
4 Coca de dois litros
2 pacote de carvão
1 torta holandesa

e garantimos que logo conquistaras as montanhas de Jericó (trombeta grátis)

Brinde:
Toalhinha de fogo ( ungido no vale de Baé perto do mar vemelho )


No mais...sem comentários

Marcelo eee Eunice

VÍDEO SOBRE A TORRE DE VIGIA

Via EX TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - BLOG



Trecho de um documentário (Witnesses of Jehovah), mostrando como a Sociedade Torre de Vigia está disposta à alterar até mesmo a Bíblia para manter suas doutrinas.

EXPLORAÇÃO DA FÉ ─ ATÉ QUE PONTO?

Por: Levi B. Santos



No tempo de minha meninice, era um leitor cativo do “Mensageiro da Paz” – jornal editado pela Casa Publicadora das Assembleias de Deus. Dentre os tópicos deste periódico, um me chamava mais atenção: era o da página de testemunhos de curas e milagres, que ainda hoje é ventilada, nesse mesmo jornal, de uma forma não extravagante.

Talvez aquele antigo desejo de ver maravilhas ainda esteja latente em meu inconsciente, pois hoje, ao assistir o Jornal Nacional ─ edição das 20 horas, sempre que posso, dou minhas passadas pelo canal da Band, que no seu horário nobre exibe o programa “show da fé”. A parte do programa que divulga curas e milagres por este canal de TV tem causado constrangimentos em toda blogosfera, e nem de longe se parece com os testemunhos simples e eletrizantes, que eu lia no jornal evangélico que circulava e ainda circula por todos os recantos do país, a cada quinzena.

Há pouco mais de três semanas, uma chamada desse programa na Band, me fez ficar de cabelo em pé. Poderia ter gravado o inusitado caso, mas na hora, a estupefação fez com que eu esquecesse esse importante detalhe.

Em suma, foi mais ou menos assim o grotesco acontecimento:


─ Meus amigos telespectadores! Daqui a pouco vocês vão ouvir um relato de um grandioso milagre. Deus recuperou instantaneamente a virgindade de uma nossa irmã. Ela está aqui presente, e vai contar tudo ─ diz o eufórico Pastor, esfregando uma mão na outra.

Pulei da “cadeira do papai” em que estava bem acomodado, e fiquei com os olhos arregalados, sem querer acreditar no que estava ouvindo.

O show da fé, nessa noite, foi muito longe no seu somatório de aberrações. Como médico, sei perfeitamente que a virgindade não é só representada pela higidez dessa frágil membrana do órgão sexual feminino. A perda da virgindade é muito mais do que a ruptura dessa simples estrutura anatômica. Se houve o ato sexual, ele se passou numa esfera psico-afetiva mais profunda, envolvendo, é claro, a consciência e a química cerebral do casal. É impossível negar, desfazer ou esquecer aquilo que foi realmente sentido ou vivenciado sexualmente. Recuperar a estrutura himenal não significa, de modo algum, dizer que a virgindade foi restabelecida.
Uma analogia, para melhor entender o que me parece óbvio : o fato de se zerar o indicador da quilometragem do carro usado, não significa que o mesmo se tornou zero km.


Esperei curioso o emblemático caso da recuperação da virgindade, tão bisonhamente alardeado. Tive asco quando ouvi o maior personagem do show falar:

─ Irmã, conte-me como foi essa tremenda cura, que lhe fez ficar virgem de novo! ─ disse ele dando os seus pulinhos e risadinhas características.

Quando vi a mulher, aparentando seus trinta anos, mais encabulada que alegre, com um jeito de quem estava ali sendo explorada de forma hedionda, a adrenalina me subiu, e fiquei altamente indignado.

A pobre irmã tinha se envolvido sexualmente antes de ser crente, mas agora estava a li a apregoar, diante de aplausos, que agora Deus tinha restabelecido a sua virgindade.

A que ponto a exploração da fé chegou. No tempo das minhas leituras dos milagres e curas do jornal Mensageiro da Paz, pelo menos, os grandes feitos da fé eram comprovados com fotos de atestados e radiografias fornecidos por entidades médicas. Tudo bem documentado.

Agora não, tudo se tornou tão banal, que de uma cura ou milagre não se exige mais comprovação científica. Os “predadores” do evangelho não se importam com isso, desde que as falsas curas encham os seus baús com o tesouro que a traça e a ferrugem comem. O Deus deles se mede pelo número de concentrações realizadas. Dizem: “hoje tem espetáculo às 9.00, 11.00, 15.00 e 20 horas”. Com promessas falsas e jargões de caráter apelativo, ludibriam muitas pessoas, as quais são levadas aos locais dos eventos (praças e avenidas), como bois que são conduzidos ao matadouro. Multidões, cada vez maiores, à procura de consolo, se deixam levar pelo ABSURDO das mensagens estapafúrdias e curas de mentira, sempre acompanhadas das costumeiras salvas de palmas para Jesus (digo, Zé Jus)

Acredito que esses vendedores de supostos milagres, caso não se arrependam, um dia, ouvirão Cristo dizer categoricamente:

“[...] Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim vós que praticais a iniqüidade”. (Mateus 7 : 23)

Há abusos em nome de Deus.

Por: ADONAINEWS Notícias do meu Senhor





Jornalista relata os danos do assédio espiritual cometido por líderes evangélicos.A igreja evangélica está doente e precisa de uma reforma. Os pastores se tornaram intermediários entre Deus e os homens e cometem abusos emocionais apoiados em textos bíblicos. Essas são algumas das afirmações polêmicas da jornalista Marília de Camargo César em seu livro de estreia, Feridos em nome de Deus (editora Mundo Cristão), que será lançado no dia 30. Marília é evangélica e resolveu escrever depois de testemunhar algumas experiências religiosas com amigos de sua antiga congregação.


QUEM É.
Marília de Camargo César, 44 anos, jornalista, casada, duas filhas.O QUE FEZ.Editora assistente do jornal O Valor, formada pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero.O QUE PUBLICOU.Seu livro de estreia é Feridos em nome de Deus (editora Mundo Cristão)

ÉPOCA – Por que você resolveu abordar esse tema?
Marília de Camargo César – Eu parti de uma experiência pessoal, de uma igreja que frequentei durante dez anos. Eu não fui ferida por nenhum pastor, e esse livro não é nenhuma tentativa de um ato heroico, de denúncia. É um alerta, porque eu vi o estado em que ficaram meus amigos que conviviam com certa liderança. Isso me incomodou muito e eu queria entender o que tinha dado errado. Não quero que haja generalizações, porque há bons pastores e boas igrejas. Mas as pessoas que se envolvem em experiências de abusos religiosos ficam marcadas profundamente.


ÉPOCA – Qual foi a história que mais a impressionou?
Marília – Uma das histórias que mais me tocaram foi a de uma jovem que tem uma doença degenerativa grave. Em uma igreja, ela ouviu que estava curada e que, caso se sentisse doente, era porque não tinha fé suficiente em Deus. Essa moça largou os remédios que eram importantíssimos no tratamento para retardar os efeitos da miastenia grave (doença autoimune que acarreta fraqueza muscular). O médico dela ficou muito bravo, mas ela peitou o médico e chegou a perder os movimentos das pernas. Ela só melhorou depois de fazer terapia. Entendeu que não precisava se livrar da doença para ser uma boa pessoa.


ÉPOCA – Que tipo de experiência você considera como abuso religioso e que marcas são essas?
Marília – Meu livro é sobre abusos emocionais que acontecem na esteira do crescimento acelerado da população de evangélicos no Brasil. É a intromissão radical do pastor na vida das pessoas. Um exemplo: uma missionária que apanha do marido sistematicamente e vai parar no hospital. Quando ela procura um pastor para se aconselhar, ele fala assim para ela: "Minha filha, você deve estar fazendo alguma coisa errada, é por isso que o teu marido está se sentindo diminuído e por isso ele está te batendo. Você tem de se submeter a ele, porque biblicamente a mulher tem de se submeter ao cabeça da casa. Então, essa mulher, que está com a autoestima lá embaixo, que apanha do marido - inclusive pelo Código Civil Brasileiro ele teria de ser punido - pede um conselho pastoral e o pastor acaba pisando mais nela ainda. E ele usa a Bíblia para isso. Esse é um tipo de abuso que não está apenas na igreja pentecostal ou neopentecostal, como dizem. É um caso da Igreja Batista, em que, teoricamente, os protestantes históricos têm uma reputação melhor.


ÉPOCA – Seu livro questiona a autoridade pastoral. Por quê? Marília – As igrejas que estão surgindo, as neopentecostais, e não as históricas, como a presbiteriana, a batista, a metodista, que pregam a teologia da prosperidade, estão retomando a figura do "ungido de Deus". É a figura do profeta, do sacerdote, que existia no Antigo Testamento. No Novo Testamento, não existe mais isto. Jesus Cristo é o único mediador. Então o pastor dessas igrejas mais novas está se tornando o mediador. Para todos os detalhes da sua vida, você precisa dele. Se você recebeu uma oferta de emprego, o pastor pode dizer se deve ou não aceitá-la. Se estiver paquerando alguém, vai dizer se deve ou não namorar aquela pessoa. O pastor, em vez de ensinar a desenvolver a espiritualidade, determina se aquele homem ou aquela mulher é a pessoa da sua vida. E o pastor está gostando de mandar na vida dos outros, uma atitude que abre um terreno amplo para o abuso.


ÉPOCA – Você também fala que não é só culpa do pastor.
Marília – Assim como existe a onipotência pastoral, existe a infantilidade emocional do rebanho, que é o que o Sérgio Franco, um dos pastores psicanalistas entrevistados no livro, fala. A grande crítica do Freud em relação à religião era essa. Ele dizia que a religião infantiliza as pessoas, porque você está sempre transferindo as suas decisões de adulto - que são difíceis - e a figura do sagrado, no caso aqui o líder religioso, para a figura do pai ou da mãe - o pastor, a pastora. É a tendência do ser humano em transferir responsabilidade. O pastor virou um oráculo. É mais fácil ter alguém, um bode expiatório, para pôr a culpa nas decisões erradas tomadas.


"O pastor está gostando de mandar na vida dos outros e receber presentes. Isso abre espaço para os abusos"

ÉPOCA – Quais são os grandes males espirituais que você testemunhou?
Marília – Eu vi casamentos se desfazer, porque se mantinham em bases ilusórias. Vi também pessoas dizendo que fazer terapia é coisa do Diabo. Há pastores contra a terapia que afirmam que ela fortalece a alma e a alma tem de ser fraca; o espírito é que tem que ser forte. E dizem isso supostamente apoiados em textos bíblicos. Dizem que as emoções têm de ser abafadas e apenas o espírito ser fortalecido. E o que acontece com uma teologia dessas? Psicoses potenciais na vida das pessoas que ficam abafando as emoções. As pessoas que aprenderam essa teologia e não tiveram senso crítico para combatê-la ficaram muito mal. Conheci um rapaz com muitos problemas de depressão e de autoestima que encontrou na igreja um ambiente acolhedor. Ele dizia ter ressuscitado emocionalmente. Só que com o passar dos anos, o pastor se apoderou dele. Mas ele começou a perceber que esse pastor é gente, que gosta de ganhar presentes e que usa a Bíblia para se justificar. Uma das histórias que mais me tocou foi a de uma jovem que tem uma doença degenerativa grave. Ela foi para uma dessas igrejas e ouviu que se estivesse sentindo ainda doente era porque não tinha fé suficiente em Deus. Essa moça largou os remédios que eram importantíssimos no tratamento para retardar os efeitos da miastenia grave (doença auto-imune que acarreta fraqueza muscular). O médico dela ficou muito bravo e não a autorizou. Mesmo assim, ela peitou o médico e chegou a perder os movimentos das pernas. Ela só melhorou depois de fazer terapia. Ela entendeu que não precisava se livrar da doença para ser uma boa pessoa.


ÉPOCA – Por que demora tanto tempo para a pessoa perceber que está sendo vítima?
Marília – Os abusos não acontecem da noite para o dia. A pessoa que está sendo discipulada, que aprende com o pastor o que a Bíblia diz, desenvolve esse relacionamento aos poucos. No primeiro momento, ela idealiza a figura do líder, como alguém maduro, bem preparado. É aquilo que fazemos quando estamos apaixonados: não vemos os defeitos. O fiel vê esse líder como um intermediário, como um representante de Deus que tem recados para a vida dele, um guru. E o pastor vai ganhando a confiança dele num crescendo, como numa amizade. Esse líder, que acredita que Deus o usa para mandar recados para sua congregação, passa a ser uma referência na vida do fiel. O fiel, pro sua vez, sente uma grande gratidão por aquele que o ajudou a mudar sua vida para melhor. Ele se sente devedor do pastor e começa, então, a dar presentes. O fiel quer abençoar o líder porque largou as drogas, ou parou de beber, ou parou de bater na mulher, ou porque arrumou um emprego e está andando na linha. E começa a dar presentes de acordo com suas posses. Se for um grande empresário, ele dá um carro importado para o pastor. Isso eu vi acontecer várias vezes. O pastor, por sua vez, gosta de receber esses presentes. É quando a relação se contamina, se torna promíscua. E o pastor usa a Bíblia para dizer que esse ato é bíblico. O poder está no uso da Bíblia para legitimar essas práticas.


ÉPOCA – Qual é o limite da autoridade pastoral?
Marília – O pastor tem o direito de mostrar na Bíblia o que ela diz sobre certo tema. Como um bom amigo, ele tem o direito de dar um conselho. Mas ele tem de deixar claro que aquilo é apenas um conselho. Pode até falar que o resultado disso ou daquilo pode ser ruim para a vida do fiel. Mas ele não pode mandar a pessoa fazer algo em nome de Deus. O que mais fere as pessoas é ouvir uma ordem em nome de Deus. Se é Deus, então prova! Se Deus fala para o pastor, por que Ele não fala para o fiel? Eles estão sendo extremamente autoritários.


ÉPOCA – Você afirma que muitos dos pastores não agem por má-fé, mas por uma visão messiânica. Explique.
Marília – É uma visão messiânica para com seu rebanho. Lutero (teólogo alemão responsável pela reforma protestante no século XVI) deve estar dando voltas na tumba. Porque o pastor evangélico virou um papa que é a figura mais criticada no catolicismo, o inerrante. E não existe essa figura, porque somos todos errantes, seres faltantes, como já dizia Freud. Pastor é gente. E é esse pastor messiânico que está crescendo no evangelismo. Existe uma ruptura entre o Antigo e o Novo Testamento, que é a cruz. A reforma de Lutero veio para acabar com a figura intermediária e a partir dela veio a doutrina do sacerdócio universal. Todos têm acesso a Deus. Uma das fontes do livro disse que precisamos de uma nova reforma e eu concordo com ela. Essa hierarquização da experiência religiosa, que o protestante tanto combateu no catolicismo, está se propagando. Você não pode mais ter a conversa direta com o divino. Porque tem aquela coisa da "oração forte" do pastor. Você acha que ele ora mais que você, que ele tem alguma vantagem espiritual e, se você gruda nele, pega uma lasquinha. Isso não existe. Somos todos iguais perante Deus.


ÉPOCA – Se a igreja for questionada em seus dogmas, ela não deixará de ser igreja?
Marília – Eu não acho isso. A igreja tem mesmo de ser questionada, inclusive há pensadores cristãos contemporâneos que questionam o modelo de igreja que estamos vivendo e as teologias distorcidas, como a teologia da prosperidade, que são predominantemente neopentecostais e ensinam essa grande barganha. Se você não der o dízimo, Deus vai mandar o gafanhoto. Simbolicamente falando, Ele vai te amaldiçoar. Hoje o fiel se relaciona com o Divino para as coisas darem certo. Ele não se relaciona pelo amor. Essa é uma das grandes distorções.


ÉPOCA – Por que você diz que existe uma questão cultural no abuso religioso?
Marília – Porque o brasileiro procura seus xamãs, e isso acontece em todas as religiões. O brasileiro é extremamente religioso. A ÉPOCA até publicou uma matéria sobre isso, dizendo que a maioria acredita em algo e se relaciona com isso, tentando desenvolver seu lado espiritual. O brasileiro gosta de ter seu oráculo. A pessoa que vem do catolicismo, onde há centenas de santos, e passa a ser evangélica transfere aquela prática e cultura do intermediário para o protestantismo, e muitas igrejas dão espaço para isso. O pastor Edir Macedo (da igreja Universal) trouxe vários elementos da umbanda, do candomblé, porque ele é convertido. Ele diz que o povo precisa desses elementos - que ele chama de pontos de contato - para ajudar a materializar a experiência religiosa. A Bíblia condena tudo isso.


ÉPOCA – No livro você dá alguns alertas para não cair no abuso religioso. Fale deles.
MaríliaDesconfie de quem leva a glória para si. Um conselho é prestar atenção nas visões megalomaníacas. Uma das características de quem abusa é querer que a igreja se encaixe em suas visões, como querer ganhar o Brasil para Cristo e colocar metas para isso. E aquele que não se encaixar é um rebelde, um feiticeiro. Tome cuidado com esse homem. Outra estratégia é perguntar a si mesmo se tem medo do pastor ou se pode discordar dele. A pessoa que tem potencial para abusar não aceita que discorde dela, porque é autoritária. Outra situação é observar se o pastor gosta de dinheiro e ver os sinais de enriquecimento ilícito. São esses geralmente os que adoram ser abençoados e ganhar presentes. Cuidado com esse cara.


Fonte: Época.

Regrinha básica para não atolar o pé na jaca:

Ainda tem:

Pastores sérios, tementes a Deus e exemplo em atos, os frutos desta honestidade é a união, solidariedade e paz entre os irmãos.

Uma característica comum entre estes homens é a dedicação que tem em compartilhar o conhecimento das Boas Novas de graça sem vícios ou modificações.

Concedem oportunidades de trabalho na obra para aqueles que têm a vocação para tal e não pela média da grana, parentesco ou puxação de saco.

Discutem os problemas abertamente, incentivam debates, votações e de forma honesta chegam a um consenso.

Aqueles que estão excluídos são acolhidos e tratados.

Não tem vergonha de reconhecer seus erros.

Promove prestação de contas transparente de todo dinheiro que entra e em que foi utilizado.


Também tem:

Pastores que desrespeitam os princípios bíblicos, seus atos os denunciam, grande parte de suas ovelhas absolvem como certo esta forma de ser, tornam-se seus clones, o resultado disto são os frutos: desunião briga por cargos e muita confusão.

Resolvem seus problemas as ocultas, a membresia jamais participa alias só tem a oportunidade de obedecer sem peso algum nas decisões.

Afirmam serem únicos, diferentes, importantes para liberação de bênçãos, batem na tecla que sua igreja é a melhor, aonde tem abundante revelação e o milagre é mais "forte", etc...

Vende e faz seus membros venderem revistas, CDs, óleo, água, rosa, etc., sempre vinculando isto a um crescimento espiritual.

Igualam outros escritos, regulamentos internos, tratados com a Bíblia.

Não submetem a Bíblia as revelações, sonhos, profecias, etc....



Você tem a opção de escolha!

Bom final de semana amigos

Marcelo eee Eunice

Nação oferta para avião do Ap. Renê Terra Nova

POR: Genizah



Redação


Após sua ministração, o Dr. Mike Murdock disse para o Apóstolo Renê Terra Nova que Deus havia ministrado essa noite que levantaria 120 pessoas para dar uma oferta de R$ 10 mil, para a compra de um avião, um dos desejos do Apóstolo Renê Terra Nova.


E, como exemplo, o Dr. Mike Murdock ofertou R$ 10 mil (dez mil reais) na vida do Apóstolo Renê Terra Nova, dizendo que a semente é para que ele receba algo que deseja há muito tempo, que existe na vida do Apóstolo Renê Terra Nova: a vitalidade e a saúde.


Em pouco tempo, centenas de líderes subiram ao altar para se comprometer a entregar a oferta. Segundo Mike Murdock, essa oferta provará que no tempo de crise mundial, os filhos de Deus prosperarão.

O Apóstolo, ainda impactado, declarou estar muito constrangido com o gesto do pastor norte-americano: "Estou constrangido. Mas eu me submeto, porque sei que o Senhor colocou esse sonho em meu coração. O Senhor é testemunha que este avião não é para vaidade, mas para estimular que outros ministérios também tenham aviões e, juntos, possamos voar para as nações da terra, pregando o evangelho de Jesus. Assim, está estabelecido".


Fonte: Site do "Apóstolo"

Comentários de Genizah

Quando o cara é cabra safado profissional, bota ele mesmo a notícia no site oficial dele. Afinal, se quem lê este site é idiota o suficiente para tê-lo seguido até agora, não vai ser esta pérola que irá mudar as coisas. Isto é que é confiança na providente ignorância do rebanho. Confiança ou profecia... Afinal o camarada é “apóstolo”!

Com toda esta turma do mal que segue comprando avião, em breve teremos a versão demoníaca da esquadrilha da fumaça! Os ares nunca mais serão os mesmos!

Opinião do Blog:

Como gostamos desse pessoal do Genizah, Deus abençõe vocês sempre...

Marcelo eee Eunice

Frases que não aguento mais...

Por: Ricardo Gondim Via Genizah




1. Amém? Está fraco. AMÉM? Amém ou não amém?
2. Quem quer receber uma bênção de Deus hoje, levante a mão.
3. Existe a lei da semeadura, e o número da conta é...
4. Isso é roubo, meu irmão; você nasceu pra ser cabeça, não cauda!
5. Esse acidente aconteceu porque você deve ter dado brecha.
6. O Diabo quer lhe destruir.
7. Estou vendo uma obra de bruxaria em sua vida.
8. Vamos quebrar as setas inimigas.
9. Nada vai impedir que você seja um conquistador.
10.Não há nada de errado com o dinheiro; o único problema é o amor ao dinheiro.
11. Nossa denominação ainda vai conquistar o mundo.
12. A partir de hoje São Paulo nunca mais será igual.
13. Nós somos um povo que não conhece derrota.
14. Venha para Jesus e pare de sofrer.
15. Você é filho do Rei e não merece estar nessa situação.
16. Temos a visão de conquistar a Europa para Cristo.
17. Essa doença não existe, ela é apenas uma ameaça do Diabo.
18. Deus está nos dirigindo para abrirmos uma igreja em Boca Raton.
19. Vamos amarrar os demônios territoriais que estão sobre o Brasil.
20. Todos os que fizerem a campanha das sete semanas alcançarão seus sonhos.
21. Compre esta Bíblia fantástica com os comentários de...
22. Estamos num mover apostólico e o avivamento brasileiro é semelhante ao do livro de Atos.
23. Teremos uma explosão de milagres na maior concentração religiosa da história.
24. Vamos ficar em pé para receber o Grande Homem de Deus, fulano de tal, com uma salva de palmas.
25. Quando vejo essa multidão de quinze mil pessoas, só tenho vontade de dizer que amo cada um de vocês.
26. O Reino de Deus precisa de um candidato na Câmara; vamos eleger nosso irmão que vai fazer a diferença.
27. Deus abrirá uma porta de emprego para você, meu irmão.
28. Semana que vem teremos mais uma sessão de cura interior.
29. Enquanto não pedirmos perdão ao Paraguai pela guerra, nunca seremos uma nação próspera.
30. Os Estados Unidos são uma bênção porque o presidente deles é crente.

SHAKE GOSPEL - O EVANGELHO DA MISTURA

Por: Eliel Gaby



Este vídeo nos faz refletir. Tire sua conclusão. Até que ponto é valido misturar as coisas? A semelhança de um shake, o evangelho está ficando cada dia mais turbinado!

O "papa" Brasileiro

Por: púlpito Cristão Via: Bereianos



Clique na imagem para ampliar





Clique na imagem para ampliar



Patriarcado primitivo apostólico e ortodoxo de sion comunidade rompendo em fé.

A Santa Igreja Primitiva Apostólica e Ortodoxa -Comunidade Rompendo em Fé é uma IGREJA que tem como principio as Doutrinas Primitivas dos Evangelhos, dos Atos dos Apostólos e das Cartas Apostolicas. A SAGRADA ESCRITURA para nós e a ÚNICA e ESCLUSIVA regra de FÉ (sic), mas estudamos as Tradições como fontes Históricas e apoio confirmatório as Escrituras.
*Não Adoramos imagens de Escultura por que isso fere o Santo Mandamento de Deus.
*Não adotamos Paramentos e liturgias por entendermos que isso não fazia parte da IGREJA dos APOSTOLOS.
*Batizamos Somente em NOME DE JESUS conforme relato em todo LIVRO DE ATOS DOS APOSTOLOS.
*As palavras CATÓLICO (universal) e ORTODOXO (doutrina reta) não são de uso exclusivo de nenhuma denominação, referem-se a todos os cristãos dentro do contexto da universalidade e do uso da sã doutrina.


Fonte: [ http://doutrinadosapostolos.blogspot.com ]


Olha o homem aí:



Apóstolo doutor Alexander maya

- Príncipe Da Imperial House Of Lagash And Rasueja
- Príncipe Presidente Do Supremo Consistório Internacional De Príncipes Da Apostólica Teocracia.
- Descendente Da Dinastia Fabricii-Sacro Império Romano-(Grão Ducado De Schleswig )Descendente Da Dinastia Giustiniani-Veneziani-Imperium Austriaco- Casa Real Idris -Reis Do Marrocos E Andaluzia - Da Casa Real De Leão,Navarra,Galiza,Meroveus E Franks.
+Duque De Bathanea (Royal House Of Arameus And Auranitis)
+Conde Do Vale Do Euphates .
+Barão Pela Sovereign And Real Religious Order.
*Grão-Mestre Da Soberana,Excelsa E Sagrada Ordem Dos Cavaleiros Protetores Do Santo Caminho.
*Caballero De Justicia Da Muy Noble Orden Militar E Hospitalaria De San Cirillo.
*Cavaleiro Grande Cruz de Justiça da Ordem Sagrada e Religiosa da Corda Teocrática dos Arameus ,Reis de Bathanaea e Geshur.
*Cavaleiro Grande Cruz de Justiça Da Corda teocrática dos Auranitis-Filhos de David.
+Colar D.Pedro I - Imperador Do Brasil.
-Doutor Em Historia Pela Academia Santo Estevão De Jerusalém.
-Membro Efetivo Da Sociedade Histórica Duarte Pacheco Pereira-Portugal.
-Honra Ao Mérito - Medalha De Ouro - Academia Santo Estevão De Jerusalém.
-Doutor Em Teologia E Doutor Em Divindade Pelo Instituto Anglicano De Teologia "Dom Barry Frank Peachey.
-Doutor Em Teologia Pelo Seminário S.João Apóstolo -Igreja Católica Y Ortodoxa Do Rito Sírio Bizantino.
-Doutor Em Teologia Pela Academia Santo Estevão De Jerusalém.
-Mérito Episcopal -Reconhecimento De Sucessão Dos Santos Apóstolos - Pelo Seminário S.João Apostolo- Missão Dos Cavaleiros Bonarios De Devoção-Igreja Católica Y Ortodoxa De Rito Sírio Bizantino.
-Mérito Teológico-Seminario S.João Apóstolo.
-Imortalizado Na Cadeira Nº 1 - Da Academia San Gamaliel De Ciências, Letras E Artes-Cuja Cadeira Tem Como Patrono Paulo De Tarso.
+Apostolo Da Comunidade Evangélica Rompendo Em Fé.
+Patriarca Do Patriarcado Apostólico Primitivo De San Thiago De Sion – De Iuris De San Sahak I Souren Pahlav.
*Reitor Do Instituto Teológico Rompendo Em Fé.
*Diretor-Presidente Da Faculdade De Ciências Teológicas Shemmah Brazil.
*Fundador Da Fundação Israelita De Estudos.
*Presidente da Ordem Capelã de Santo Stephanos
*Membro da Ordem Internacional de História,Genealogia e Honrarias.
*Presidente Da Associação De Juizes Arbitrais E De Paz Do Brasil.
*Comendador Grão-Cruz Da Ordem Do Mérito Teológico Cientifico
*Comendador Do Grau-Mestre Pela Ordem Do Mérito Cívico Monoteístico.
*Comendador Da Soberana Ordem Dos Comendadores Da Fraterna Comunhão-Conselho Nacional De Pastores Evangélicos-Rio De Janeiro- Cidade De Três Rios (Comenda Dr. A.B.Christie).
*Medalha Apostolo Paulo Dos Dias Atuais.
*Membro Honorário Da Academia Itapirense De Letras E Artes.
*Juiz Arbitral-Juiz De Fato E De Direito.
*Juiz De Paz Eclesiástico
*Juiz Do Tribunal Eclesiástico.
*Titulo De "Missionnaire Du Monde" Do Ministère Evangélique Internationale Valorization De La Vie - França.
*Titulo “Certificate –Recognition Granted “- Londres – Inglaterra.
*Teólogo Reconhecido Pelo:
- Conselho Federal De Teólogos Sob Nº Cft 000.600/012.
- Conselho Regional De Teólogos Do Rio De Janeiro Sob N º Crt/Rj 000.737/0-07.
*Membro Benemérito Da Abt -Associação Brasileira De Teologos.
*Membro Da Casa Metropolitana De Teologia-Otemeb-218/08.
*Membro Do Teologia Club-Cadeira 156.
*Cientista Teológico Pela Fetec-Fundação De Estudos Teológicos E Científicos.
*Membro Do Cnm-Conselho Nacional De Missões
* Bacharel Em Teologia Com Ênfases Em Língua Hebraica Pela Fetec.
* Bacharel Em Teologia Com Ênfases Em Psicanálise Clinica - Instituto Teológico Shammah De Mogi Das Cruzes.
*Ph.D- Doutor Em Filosofia:
Instituto Shalom Shammah De João Pessoa –Paraíba
Jews Colleg Theologic-Los Angeles-E.U.A.
* Doutor Em Administração Eclesiástica Pelo Instituto Teológico Shammah-Mogi Das Cruzes .
* Doutor Em Divindade -Instituto Teológico Shamah- Mogi Das Cruzes.
* Mestre Em Capelania Hospitalar.
Instituto Rompendo Em Fé Em Parceria Com Dmx/Hsrc/Governo Da Bahia.
*Doutor Em Psicanálise Clínica Pelo Isbrf-Instituto E Seminário Bíblico Rompendo Em Fé .

Fonte: [ http://www.comunidaderompendoemfe.com/ ]
Dica do Danilo Fernandes via Púlpito Cristão

É ou não é "o cara"?

Benny Hinn, Mike Murdock, Bispo Rodovalho, Valdomiro, Terra Nova, Apóstolos contemporâneos, etc... nem chegam aos pés do "papa Brasileiro".

Como disse Danilo Fernandes: A pergunta que não quer calar: Profeta, piada ou doido varrido?

É meus amigos, cada maluquice...

Eu fico com o que nosso irmão Eliézer colocou nos comentários desta postagem:

Essa lista aí é fichinha! Minhas credenciais: Eliézer Sanches, pecador arrependido remido pelo sangue de Cristo, embaixador do Reino dos Céus e escravo do Evangelho.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...