Páscoa



I Coríntios 5:7
“Livrem-se do fermento velho, para que sejam massa nova e sem fermento, como realmente são. Pois Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado.

I Coríntios 5:8
“Por isso, celebremos a festa, não com fermento velho, nem com o fermento da maldade e da perversidade, mas com paes sem fermento, os paes da sinceridade e da verdade”

Em êxodo lemos que a ultima praga que Deus lançou sobre os Egípcios, fora a morte de seus primogênitos

Foi orientado ao povo de Israel que colocassem a marca do sangue do cordeiro em suas casas (Ex. 12:22) para que o anjo da morte ou destruidor passasse sobre eles sem lhes fazer mal.

E assim todos os filhos de Israel foram preservados, mas todos primogênitos do Egito morreram.

Depois disto, segue o relato que Israel fora finalmente liberado dos séculos de escravidão e assim a Páscoa para o povo Judeu é a comemoração da saída do Egito

Até hoje, recordam com orgulho e alegria esta ocasião

Para nós que andávamos por ai buscando a paz, a liberdade e respostas, encontramos a Cristo e aceitamos que sua morte nos trouxe vida e que seu sangue derramado nos tinge com uma marca inconfundível

Éramos escravos do pecado, da mentira, porém Deus quis nos perdoar e mudar nossa história.

Portanto, comemoremos nossa libertação, comemoremos com jubilo, com cânticos, com orações e ações de graças

Comemoremos com alegria, sorrisos, abraços, lágrimas, pulos, palmas, através de Cristo o castigo e a condenação fora desviada para sempre

O fermento da mentira, ganância, do eu, da idolatria (inclusive a pessoas e lideres) não pode mais fazer parte de nossas vidas

Se o fermento velho ainda estiver inchando e tomando espaço em seu coração, não haverá motivo de verdade para comemorar.

Substitua-os urgente pela sinceridade!

Somos de Cristo, nova massa, comemorando a Páscoa (a libertação que recebemos) não só com liturgias e discursos, mais com atitude e respeito as Suas orientações.

Não esqueça:

No Antigo Testamento:
A páscoa marcou a saída da escravidão!

No Novo Testamento:
Jesus é nossa páscoa, pois nos libertou da velha vida e da escravidão do pecado.

Então:
Vamos celebrar a Cristo, todos os dias, vamos lembrar-nos de Seu grande Feito!

Que venham os bombons rsrsrs

Abraços

Marcelo e Eunice

4 comentários:

Filósofo Calvinista disse...

Caríssimo:

Interessante a postagem. quero apenas fazer um breve comentário: Páscoa não é coisa de Cristão. Esse sacramento do VT foi substituído, no NT, pelo sacramento da Santa Ceia. Escrevi sobre isso, gostaria de convidá-lo e a todos os seus leitores:

http://filosofiacalvinista.blogspot.com/2009/04/pascoa-nao-e-coisa-de-cristao.html

Marcelo e Eunice disse...

Amigo

Agradeço pela visita

Porém discordo de você

abraços

Marcelo

irmão Betinho disse...

irmãos de caminhada: o texto exalta de forma necessária e verdadeira o NOSSO CORDEIRO PASCAL, que é CRISTO. Os versículos do Novo Testamento destacados para confirmar essa VERDADE foram muito bem citados, servindo de fundamento para quem já se converteu ao CORDEIRO PASCAL de Deus (que tira o pecado do mundo). ELE é o Nosso LIBERTADOR.
Gostaria de citar II Coríntios 3.14,15,16 da tradução Revista e Corrigida: "Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do Velho Testamento, o qual foi por Cristo ABOLIDO. E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se converterem ao SENHOR, então o véu se tirará". Cito esse texto para lembrar que o que interessa para o CRISTÃO é viver segundo a NOVA ALIANÇA, e, por isso, quem já se converteu ao Senhor Jesus sabe que Ele é a nossa Páscoa (I Co. 5.7). Vamos nos limpar de todo fermento velho, de toda forma de religiosidade, de toda hipocrisia, de todo orgulho e de toda falta de amor. Quero afirmar que o texto escrito pelos irmãos Marcelo e Eunice está de acordo com a doutrina dos apóstolos, afinal, esses mesmos apóstolos compreenderam que Cristo era a Páscoa deles e por isso viviam em Novidade de Vida, como Novas criaturas em Cristo. O cristão verdadeiro sabe que a Páscoa é uma Pessoa (que é CRISTO), e não uma liturgia ou algum tipo de sacramento. A santa ceia (uma refeição com irmãos na presença de Jesus) tem como finalidade nos lembrar que CRISTO é a nossa Páscoa (afinal, fazemos isso para a memória Dele, até que Ele venha), mas jamais podemos afirmar que a santa ceia seja uma espécie de “Cerimônia Pascal Neo-Testamentária”. Repito: o evangelho diz que Cristo é a nossa Páscoa !!! (e nada podemos contra a verdade, senão pela verdade). Quem já se converteu ao SENHOR Jesus sabe que nenhum mandamento ou preceito da Velha Aliança (da Lei) é ordenado para o povo gentio observar. Logo, nenhum ritual judaico (como a páscoa judaica) pode ser cobrado para o cristão praticar. Já estamos mortos para a Lei (Gálatas 2.19; Gálatas 2.16; Gálatas 3.2; Gálatas 3.11,12,13).
Então, a convite desse blog, vamos celebrar a Cristo, todos os dias, vamos lembrar-nos de Seu grande Feito! Ele veio para cumprir tudo que a seu respeito estava escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos salmos (Lucas 24.44). Foi para a LIBERDADE que Cristo nos Libertou... (Gálatas 5.1)
Um forte abraço.

Marcelo e Eunice disse...

irmão Betinho.. Graça e Paz

Comemoremos, juntos, numa aliança além de dogmas, instituições e costumes, uma aliança espiritual, curtindo a liberdade que Só Ele pode nos dar...

Abraços e até +++++

Marcelo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...