Ser pastor



Chega o dia do Culto de “posse” , você vai por submissão a seu líder e crendo que Deus esta te enviando, senta no púlpito, começa dar umas olhadinhas nas “ovelhas” que por outro lado fixam os olhos meio desconfiados, tentando captar algo de novo nos gestos, olhares ou palavras de seu novo pastor

Devagar, tenta mostrar-se simpático, educado, honesto e preparado biblicamente para o novo desafio, desdobrando-se em mil para ganhar a simpatia da galera

Passado a lua de mel (que normalmente demora só há primeira semana) vêm as reclamações, disputas e briguinhas tolas entre os irmãos, cobranças pela igreja mãe por um saldo de caixa maior, desabafos de obreiros magoados e normalmente muita confusão

Uns querem campanhas, outros congressos, outros vigílias, outros profetas, em paralelo a luta todo mês para pagar as contas da igreja local e mandar dinheiro para igreja mãe que cobra diariamente por saldo positivo no caixa, a família reclama o pai ausente que esgota seu tempo entre trabalho secular e trabalho espiritual

Por mais otimista que somos uma hora a canseira bate, o desanimo também e a vontade de não só Ser pastor mais também Ter um pastor que você possa desabafar aconselhar-se e confiar.

Difícil, não vejo isto há anos, por isto trato meus obreiros da forma como gostaria de ser tratado, trato minhas ovelhas da maneira que gostaria de ter sido tratado quando era ovelha, tento fazer com que enxerguem Cristo acima de tudo e de todos, principalmente de mim mesmo.

A maioria dos pastores evangélicos está sem pastor, sem amigos, tornaram-se egoístas, com medo de serem substituídos por alguém que conheça mais ou que se sobressaia mais do que ele próprio.

Tudo por causa do $$, poder, títulos, influencias, palácios, etc...

Perderam a moral e o respeito, incharam-se em torno de si mesmos, achando que são capazes de tudo.

E o pior de tudo: formam exércitos de zumbis que acostumaram barganhar tudo com Deus e sustentar seus impérios e luxos.

O marketing do mal tem muito mais influencia em nossos arraiais do que o do bem.

Abraços

Marcelo e Eunice

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...