Querer é poder



Por: Zé Bruno - a Casa da Rocha

Estudando o capítulo 8 de Mateus, me deparei com estes versos:
E eis que um leproso , tendo-se aproximado , adorou-o , dizendo : Senhor , se quiseres , podes purificar-me . 3 E Jesus , estendendo a mão , tocou-lhe , dizendo : Quero , fica limpo ! E imediatamente ele ficou limpo da sua lepra
Li um comentário destes versos, feito por Alexander Balmain Bruce, um teólogo e clérigo escocês (1831-1899), que em outras palavras dizia que cremos mais no poder milagroso do que no amor milagroso.
Um leproso diz a Jesus “…se quiseres, podes…”, parecendo não ter dúvida sobre o poder de Jesus realizar mas sim sobre o seu querer.
Muitas pessoas vão atrás de Jesus porque sabem que ele pode realizar, e buscam este poder. Pessoas todos os dias procuram saber o que devem fazer para que o poder de Jesus esteja a seu favor.
Jesus respondeu ao leproso simplesmente; “Quero”, ou seja, o amor de Jesus estava ali, ele desejava a purificação daquele homem. Poderíamos imaginar o diálogo:
(Leproso) – Jesus, sei que o Senhor pode me curar, tens todo o poder no céu e na terra, só não sei se o Senhor quer me curar
(Jesus) – Claro que sim, por que não? Eu quero. Porque você acha que eu não desejaria?
Você acha que somos abençoados pelo seu poder? Eu também acho que sim, mas ao mesmo tempo acho que não. Na verdade somos abençoados por que ele nos ama, por que ele deseja. Não é apenas uma questão de poder, é uma questão de querer, é uma questão de amor. O Deus que tem poder para realizar, é o Deus que nos ama. Poder sem amor é um grande risco. Jesus tinha o poder mas aquele leproso foi limpo por que Jesus o amava. O amor conduzia Jesus, e não o seu poder.
Enquanto não compreendermos o amor de Deus e sua graça, não poderemos ter com ele uma relação saudável.
Muitas pessoas estão sendo levadas a procurar o poder sem entender o amor de Deus. Quando procuro pelo poder, e não sei que há amor, tento “cativar” Deus para que me abençoe, busco méritos que me favoreçam e atitudes que “chamem a atenção de Deus”, e isso é um erro gravíssimo. Agindo assim anulo a cruz, anulo a graça e desprezo o amor!
Pastores pregam e pessoas aceitam a idéia de que Deus tem poder e não amor. Por isso aqueles incentivam e estes entram pelo caminho do sacrifício.
Esta é a lei de uma relação míope: sacrifícios geram milagres, ofertas produzem milagres, Deus atende pelo sacrifício. Cante e louve mais que a vitória virá, suba na árvore como Zaqueu e Jesus te abençoará. Ande de joelhos, faça um Jejum, fique em vigília, não assista TV e Deus te recompensará.
Recompensa…que recompensa? O que de bom tem o homem senão o que Deus lhe deu? Quem somos nós pra requerermos recompensa?
Esse tipo de crença tem levado pessoas a buscar poder e não Deus. Buscam o que Deus pode lhes dar e não buscam a Deus. O poder se torna mais importante do que Deus. Busca material travestida de fé espiritual.
Mudemos o diálogo:
(Leproso) – Jesus, sei que o Senhor pode me curar, tens todo o poder no céu e na terra, só não sei se o Senhor quer me curar
(Jesus) – Claro que não. Tenho poder mas não estou nem um pouco a fim de te curar
(Leproso) – E se eu te der um dinheiro, ou fazer um sacrifício, tipo cantar e ficar sem comer…? O que você me diz.?
(Jesus) – Bom, aí a coisa muda de figura…Eu não te amo, não vim ao mundo por amor a ninguém, mas mediante uma oferta dessas podemos começar a conversar…
Este é um diálogo que jamais aconteceria, Jesus não se relaciona com os homens sob o domínio da ganância. Como bem disse meu amigo Ed Rene em nosso congresso TurnOff, não posso me relacionar com Deus da mesma forma que anteriormente me relacionava com os ídolos. Deus não é um ídolo, ele é a Trindade santa, ele é Senhor, Deus de amor.
Nada do que você faz para ser abençoado pode ser mais poderoso do que a graça de Deus que o leva a te abençoar sem que você tenha feito nada.
Nenhum preço pago pelo homem tem mais valor do que o preço pago na cruz.
Não se pode pagar o que foi dado de graça.
Temos um Deus que pode, e segundo o seu querer em amor, sempre cuida de nós, mesmo que não compreendamos seus caminhos, ele nos ama e cuida de nós.

Cante comigo (1) ... Minh'alma engrandece ao Senhor

Minh'alma
engrandece ao Senhor
Meu espírito se alegra
Em Deus meu Salvador.
Pois com poder
tem feito grandes coisas
E com misericórdia
Demonstrado amor.

Santo, Santo
Santo és Senhor

Tem enchido nossas lâmpadas
Com o óleo do Espírito
Tem feito sua vide florescer.


Falso Crente

O Manual


Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida” Dt 32:47

Por: Isaque Pedro, UMP Guarabira
Via: Arte de Chocar

Sou uma pessoa ligada à tecnologia, até porque minha geração cresceu e sentiu o impacto que esse novo mundo causou e vem causando na humanidade. Por isso computadores, celulares, games sempre me encheram os olhos. (Ainda lembro-me do meu Super Nintendo… Ah bons anos!).
Com o passar do tempo essas novas máquinas ganharam funções específicas e se tornaram mais e mais complexas, exigindo um mínimo de habilidade para operá-las. É ai onde entram os manuais de instruções. Páginas e mais páginas em que o fabricante do produto lhe explica como manuseá-lo; se for elétrico, qual a corrente certa; o que ele é, ou não, capaz de fazer. Além de especificações técnicas de tamanho, potência e outras coisas. A menos que você queira um mini incêndio, jamais ligaria um aparelho 110v em 220v!
E onde quero chegar com isso tudo… dicas de segurança? Não, não é isso. Você já pensou que quase nunca lemos manuais de instruções? Achamos algo fútil e, em certos momentos, inútil. “Ah, o cara quer me ensinar como instalar a minha Tv?!”. E fica ele lá, abandonado dentro de caixas. Mas, e se nos tivéssemos um manual? E se nosso fabricante o tivesse escrito, especificando quem somos e o que podemos ou não fazer? E se além de um manual de instruções ele fosse um guia de sobrevivência? Tenho duas notícias pra lhe dar – uma boa e uma ruim. A boa é que SIM, temos um manual. E a má é que SIM, também o esquecemos em estantes empoeiradas, mesas de cabeceira e dentro de nossos carros. Fazemos questão de mantê-lo longe de onde ele precisa estar, no coração e na mente.
A Bíblia é o manual deixado pelo fabricante (Deus) para seu projeto (nós), escrita por vários autores guiados pelo Espirito Santo. Ela é a palavra de Deus, nela descobrimos quem somos e o que Ele espera de nós. Nas escrituras está o plano da nossa redenção em Cristo, o Salvador que, com seu sangue, iria justificar o seu povo (Isaías 53). Como também a condição em que nós encontrávamos, filhos da ira (Fp 2:3). E como por sua graça, “…nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor (Cl 1:13). Agora servos, temos um chamado de ser como Jesus, guiados por seu exemplo e seguindo seus passos (I Pe 2:21). Sendo assim, a Bíblia precisa nortear e permear todas as áreas da nossa vida.
Então, querido leitor, o que fazer em resposta a isso tudo? Afinal esse livro não é amuleto para fica aberto na sala da sua casa, impedindo coisas ruins, nem uma caixinha de promessas com bênçãos e mais bênçãos, muito menos um biscoito da sorte que lhe dá o horóscopo do dia. Ele é vivo e eficaz (Hb4:12). Jamais passará, pois é eterno (Mt 24:35). Precisa ser o nosso deleite e meditação (Sl 119:97). É um tesouro inestimável que não mensuramos o seu valor. Quantos morreram pra que o tivéssemos em mãos? Em países onde há perseguição a cristãos, há um mercado negro onde pessoas “traficam” bíblias, correndo risco de serem apanhadas e mortas. Enquanto a temos e a desprezamos, pessoas dariam tudo por alguns dias de leitura. Qual o valor que tem palavra do Senhor na sua vida? O quanto ela é importante? Ela que lhe guia ou é seu coração? Será que muitos erros cometidos poderiam ser evitados se atentássemos para o que nela está escrito?
O que Deus disse a Josué também serve pra nós: “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.” (Josué 1:8). Que o Senhor produza em nós o desejo de ler e estudar Sua palavra, que nossos passos sejam firmados nesse livro e que arda em nós um amor por Ele. Pois por meio das escrituras conhecemos ao Criador e a nós mesmos.
O vídeo abaixo mostra o primeiro contato de alguns cristãos com a Bíblia. Olhe a reação deles! A emoção ao segurar o livro sagrado! Se você puder “perder” 1 minuto do seu dia com esse vídeo, não se arrependerá.


A Bíblia resumida em 1 minuto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...